Sintomas facilmente detectados · 04/10/2017 - 17h57

Neurologista alerta para os riscos do Acidente Vascular Cerebral


Compartilhar Tweet 1



O AVC (Acidente Vascular Cerebral), popularmente conhecido como “derrame” sempre figura entre as principais causas de morte no Brasil, sendo a principal causa de incapacidade, uma vez que a doença é considerada grave e pode gerar sequelas.  Segundo o neurologista da Unimed Teresina, Dr Marx Barros, existem dois tipos de Acidente Vascular Cerebral. “Quando é caracterizado como AVC Isquêmico, que representa 80% dos casos, acontece o entupimento de uma artéria, ou seja, o sangue não consegue chegar onde deveria chegar. Já no AVC hemorrágico, ocorre uma ruptura de uma das artérias, onde o sangue extravasa para dentro do cérebro como um coágulo”, explica o médico. 

Os sintomas do AVC são facilmente detectados.  “É importante que a população saiba reconhecer os sintomas para que seja levado o mais rápido possível ao hospital. Os sintomas principais são: Alteração na fala; desvio no canto da boca; perda de força ou sensibilidade em um lado do corpo e desequilíbrio para caminhar.”, explica. 

Outro sintoma comum numa pessoa que está sofrendo um Acidente Vascular Cerebral  é uma dor de cabeça muito forte que inicia subitamente.  O paciente deve ser levado a um pronto atendimento mais próximo, pois, o tratamento depende do tempo que o paciente chega ao hospital. Existem medicamentos que podem ser administrados nas quatro primeiras horas após o início dos sintomas. 

Por fim, o neurologista faz um alerta sobre os fatores de risco que são: Hipertensão arterial, diabetes, tabagismo, colesterol alto, sedentarismo e etilismo. “São fatores que necessitam ser controlados. Para isso é necessário buscar uma alimentação saudável e praticar atividades físicas de forma regular”, conclui.    

Neurologista da Unimed Teresina, Dr Marx Barros
Neurologista da Unimed Teresina, Dr Marx Barros 

 

Comentários