180graus

Melhoria habitacional - 29/04/2017 às 11h17

Imóveis: consumidor poderá ter cartão com acesso a taxa de juros mais baixa

O governador Wellington Dias recebeu a visita do vice-presidente de habitação da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza. Em pauta, o desenvolvimento de um projeto de melhorias habitacionais.

A iniciativa prevê a criação de um cartão especial, através do qual o consumidor terá acesso a uma taxa de juros mais baixa, um prazo mais alongado e de menos burocracia.

“Além de fazer uma reforma, uma construção com taxa de juros compatíveis com o público, nós também estaremos acompanhando junto com a Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH) todo o processo. Essa iniciativa é inédita no Brasil, entendemos que dando certo no Piauí vamos estender esse programa de melhorias habitacionais para o resto do país” explica Nelson de Souza.

“Trata-se de um programa para quem já tem uma casa e quer fazer melhorias no piso, a reforma de um cômodo ou um reparo. Então vamos começar esse trabalho agora esse semestre com o lançamento dia 29”, explica Wellington Dias.

O programa de melhoria habitacional do Estado tem como foco famílias com renda de R$ 6.500,00.

A reunião também trouxe boas novas para os servidores públicos do Estado. A segunda edição do Feirão do Imóvel do Servidor está confirmada e com data já definida, de 20 a 28 de junho. Em sua primeira edição, o Feirão possibilitou a compra de imóveis com preços e condições de pagamento especiais para servidores públicos estaduais do Executivo, Legislativo, Judiciário, TCE, Ministério Público e advogados inscritos na OAB.
Financiamento de obras

O Piauí pleiteia junto à Caixa Econômica acesso ao fundo de Financiamento para Infraestrutura e Saneamento (Finisa). “Temos o aval do Governo Federal para investir através do Finisa cerca de 315 milhões e outro aporte de R$ 600 milhões, que queremos assinar o mais rápido possível. Tudo isso é buscando geração de emprego e renda. Nós sabemos que, com esses investimentos, nós iremos gerar muitos empregos no Estado.

Fonte: Com informações do Governo do Piauí

Para quem deseja fazer reforma - 19/03/2017 às 10h59

Piauí lançará programa para melhoria habitacional em parceria com a Caixa

A partir de maio o Governo de Estado vai oferecer aos teresinenses, um programa de melhoria habitacional em parceria com a Caixa Econômica Federal e Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH). O programa é piloto e em breve deve ser expandido pra todo Piauí.

“É um programa novo para o Brasil, um programa de melhoria habitacional para pessoas que tem uma casa e precisam fazer mais um quarto, piso, banheiro. Vamos abrir para o primeiro dia útil de maio um programa em que o estado cria um fundo de aval. Vamos trabalhar em parceria com a Agência de Habitação e Agência de Fomento, vamos caminhar numa parceria também com o Emater. Queremos oferecer contratos de R$ 5 a R$ 20 mil com taxas de 5% a 6%”, explicou Wellington Dias. Ele acrescenta que o objetivo além de reformar casas, é também gerar emprego, gerar renda e atividade econômica.

“É um programa inovador que o Governo do Estado está se propondo em realizar parceria com a Caixa, através da ADH. Ele vai realizar o sonho de muitos mutuários que já tem sua casa própria e precisam de uma reforma”, destacou a diretora-geral da ADH, Gilvana Gayoso. Segundo ela, os interessados devem comparecer à ADH e fazer seu cadastro e simulação.

“A caixa percebe esse projeto com grande expectativa porque é um produto muito necessário para a população mais carente. A iniciativa do estado foi muito bem recebida, podemos desenvolver uma tecnologia nova, pressupostos novos, modernos que possam atender a população com maior amplitude, segurança e sustentabilidade. O programa pode trazer benefícios extraordinários. Um novo ânimo. Uma nova perspectiva”, declarou Fernando Magesty, Gerente Nacional da Carteira de Crédito da Caixa. Ele diz ainda que a Caixa como o principal executor de política pública do Governo Federal tem todo interesse em viabilizar e se integrar com a iniciativa do Estado.

Fonte: AsCom

Aumento chega a ser de 600% - 15/03/2017 às 11h30

Corretores denunciam as cobranças de taxa acima do valor para imóveis

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) reuniu-se com representantes do município para tratar sobre a cobrança do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), laudo mercadológico e demais cobranças relativas para a transação imobiliária. Estiveram na sede do Conselho o secretário executivo de Finanças do município, Nilmar Rubens Mendes, e o fiscal Eugênio Rosa de Oliveira, gerência de ITBI.

A categoria busca uma democratização da cobrança de tributos de acordo com a realidade. O presidente do CRECI-PI, Nogueira Neto, avalia que as taxas deveriam ser mais próximas com os valores de venda de imóveis do mercado. “O encontro de hoje com os representantes do fisco municipal é de suma relevância para o CRECI e para a sociedade. Acreditamos que o município após nos escutar encontrará uma solução, e em parceria haveremos de contribuir também”, avaliou o Nogueira Neto.

O corretor pontuou ainda que as avaliações imobiliárias devem ser feitas por profissionais habilitados. “Achamos prudente que sejam feitas por esses profissionais que são habilitados para emitirem laudos e pareceres de avaliação para validar, dar credibilidade aos valores estipulados pelo município”, explicou Nogueira Neto.

O fiscal do município da Gerência de ITBI, Eugênio Rosa, falou sobre como vem sendo realizado o trabalho e a iniciativa do Conselho. “Parabenizamos o CRECI pela iniciativa. É importante ouvirmos as reivindicações da categoria. As questões levantadas nessa reunião serão analisadas e juntos poderemos pensar na contribuição do CRECI também neste trabalho. Queremos fazer também uma nova planta de valores de cobrança e depois fazermos o acompanhamento. A planta será de grande importância nessa questão dos valores cobrados”, informou o fiscal.

Com mais de 30 anos de atuação no setor imobiliário, o corretor e presidente do Sindicato das Imobiliárias, Holanda Rocha, ressaltou a situação de Teresina. “Sabemos que o ITBI está relacionado diretamente à oferta e procura. De 2008 até 2014 tivemos aumento de 600% nos preços em várias situações. Aqui em Teresina não foi instalado nada que justifica esse aumento. A Prefeitura precisa reavaliar a planta geral de preço”, afirmou Holanda Rocha

DSCN16477777.jpg

Fonte: Com informações da assessoria

R$ 500 milhões para o programa - 05/03/2017 às 19h14

Na pauta do Senado, cartão reforma beneficiaria 100 mil famílias em 2017

A comissão mista que analisa a medida provisória que cria o programa Cartão Reforma poderá votar, na próxima quarta-feira (8), o relatório sobre o texto (MP 751/2016). A reunião, marcada para 14h30, no Plenário 6 do Senado, começará com a leitura do relatório preparado pela senadora Ana Amélia (PP-RS).

O governo criou o Cartão Reforma com o objetivo de subsidiar a aquisição de materiais de construção para que famílias de baixa renda melhorem ou ampliem suas moradias. Os beneficiários devem se enquadrar dentro de limite de renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil.

Ao lançar o programa, em novembro de 2016, o governo anunciou a disponibilização de R$ 500 milhões para suprir o programa. A intenção é atender até 100 mil famílias neste ano, com recursos que variam de R$ 2 mil a R$ 9 mil para cada beneficiário. Como se trata de subvenção, as famílias não terão de pagar prestação ou juros pelo uso do dinheiro.

Emendas
A relatora Ana Amélia já havia antecipado que iria propor alteração no texto da MP 751 para assegurar que todos os bancos oficiais, e não apenas a Caixa Econômica, possam atuar com agentes financeiros do programa. O objetivo foi atender a demanda de estados que têm bancos próprios.

A senadora também antecipou que não pretendia alterar o limite de renda familiar dos beneficiários do programa. Das 42 emendas apresentadas por deputados e senadores, pelo menos seis propõem a ampliação do valor previsto de R$ 1,8 mil. Para a senadora, o aumento do limite dilui o foco do programa, que é atender aos mais pobres.

Tramitação
Depois do parecer da comissão mista, a MP seguirá para o Plenário da Câmara e, em seguida, para o Plenário do Senado.

Como o prazo inicial da matéria havia se esgotado, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, que também dirige o Congresso, prorrogou em 14 de fevereiro a validade do texto por mais 60 dias.

Se a votação não for concluída até o 45º dia do novo prazo, a MP passará a tramitar em regime de urgência, com prioridade para votação nos plenários das duas Casas.

Fonte: Agência Senado

Tópicos
Retomada dos investimentos - 23/02/2017 às 15h11

Mercado imobiliário do Piauí tem bons indicativos de crescimento em 2017

A retomada dos investimentos o mercado imobiliário apresenta melhoras no ano de 2017. Com a queda de taxa básica de juros e a inflação desacelerada no Brasil, as oportunidades de conquistar um imóvel estão em potencial. O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí –CRECI participou de um grupo de discussão que debateu o Cenário Imobiliário 2017.

De acordo com o presidente do CRECI-PI, Nogueira Neto, devido ao cenário de crise econômica e política, as construtoras tiveram a necessidade de se desfazer dos imóveis. “O cenário até antes de 2015 era de grande oferta, com a situação econômica as empresas tiveram a necessidade de diminuir o preço. Hoje já vemos uma estabilidade no valor dos imóveis e quem deseja vender ou comprar, sai ganhando”, esclareceu Neto.

DSC_0734.JPG

Além do CRECI-PI, o Sindicato da Indústria da Construção Civil- SINDUSCON também participou do debate que foi mediado pelo empresário Ricardo Loureiro. Para o Sinduscon, as expectativas são realmente positivas e o momento é propício para compra. “É preciso entender o cenário e seus benefícios para que as boas oportunidades sejam aproveitadas. O mercado imobiliário e da construção civil são poderosos indicadores da economia, mas com a crise que sobreveio ao país, tivemos os investimentos afetados. No entanto, é possível perceber melhoras”, disse o presidente do Sindicato, André Baía.

Nogueira Neto ainda relatou que o orçamento dos bancos financiadores aumentaram e isso ajuda o mercado da construção civil. “São 800 milhões de reais que podem aumentar. O orçamento para este ano é bastante positivo, visando a política de juros. Isso é fundamental para alavancar o mercado imobiliário no estado do Piauí”, afirmou o presidente do CRECI.

Desde a última segunda-feira (20), o governo decidiu elevar o financiamento de imóveis com o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A medida deve trazer alívio às construtoras, imobiliárias e possíveis compradores, pois existe um potencial de crescimento do mercado em melhorar este ano no Brasil.

Carregando, por favor aguarde...
Terrazzo Poti
Podium PC-MA
Podium PMPI
Últimas Notícias
13h34 Passeio ecológico em comemoração aos 25 anos de Colônia do Gurguéia 13h20 Deputado Estadual Firmino Paulo marca presença no aniversário de 25º de Lagoa Alegre 12h53 Deputado Ziza Carvalho participa das comemorações do aniversário de Lagoa do Barro do PI 12h17 Dois jogos sofreram mudanças para a 3ª rodada do Brasileirão Série A; veja 12h15 Idoso fica gravemente ferido após ser atropelado em faixa de pedestre 12h09 Flamengo encerra a preparação para a primeira partida da decisão do Carioca 12h05 Dia 29 de Abril, aniversário de Colônia do Gurguéia 11h48 Cantor e compositor Belchior morre aos 70 anos; causa é desconhecida 11h39 Venezuela:Papa quer o fim da violência e pede respeito aos direitos humanos 11h33 Prefeitura organiza várias tendas com serviços gratuitos ao povo de Fartura do Piauí 11h23 Viatura da PRF perde o controle em curva e cai em barranco na BR-343 11h18 Gilmar Mendes solta o empresário Eike Batista mas ficará em prisão domiciliar 11h15 Conheça o melhor hotel da região de Fartura do Piauí, Hotel da Teresa 11h08 Nintendo cancelou a produção do console ‘NES Classic Edition’ 11h00 THE: PT define neste domingo 2º turno da eleição para presidente de diretório 10h56 Zac Efron e Dwayne Johnson participarão do filme ‘Baywatch’ 10h54 Ladrões arrombam e fazem limpa em igreja evangélica de município do PI 10h51 Pousada Casa Nova em União trás muito mais conforto e qualidade para seus clientes 10h47 Capcom promete lançar 'grande game' até março de 2018; veja os prováveis 10h41 Prefeitura vai gastar mais de R$800 mil com pneus e serviços de 'alinhamento' 10h28 Tornados em estado do Texas deixam cinco pessoas mortas e várias feridas 10h27 Nota de Pesar da Prefeitura Municipal de Pimenteiras 10h24 Poder Legislativo Municipal: Nota de Pesar 10h21 Chefe da Agespisa de Pimenteiras morre em acidente 10h15 Wellington Dias inaugura em município no interior do PI, escola padrão 'FNDE'