Geral

Centro Histórico · 11/01/2013 às 22h12

Projeto Cores conservará fachadas de casarões de São Luís

Projeto cores de são luís


Compartilhar Tweet 1



O prefeito de São Luís, João Castelo, lançará, na próxima terça-feira (08), às 9h, no Quality Grand São Luís Hotel, o projeto \"Cores de São Luís¿, que tem como objetivo preservar e conservar as fachadas de casarões do Centro Histórico. A iniciativa faz parte do calendário de eventos da Capital Brasileira da Cultura 2009 e prevê ainda pinturas internas, melhorias de calçamento e iluminação cenográfica. Segundo João Castelo, o projeto será um propulsor turístico e cultural na capital maranhense. O \"Cores de São Luís vai mudar o aspecto do Centro Histórico e torná-lo mais bonito e atrativo para nossa gente e para o turista\", frisou o prefeito de São Luís. Considerado uma das iniciativas mais ousadas dos últimos anos no quesito preservação do patrimônio histórico, o \"Cores de São Luís\" é um dos principais projetos voltados à melhoria do Centro Histórico da capital maranhense e consiste na pintura das fachadas de casarões, mudando o aspecto deixado pela ação do tempo e depredação humana. Na fase de execução do projeto, o primeiro local a ser beneficiado será a Casa das Tulhas - a famosa Feira da Praia Grande. Todo o quadrilátero do espaço será reabilitado com pinturas externas e internas, melhorias de calçamento e iluminação cenográfica. O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, Ong Capital Brasileira da Cultura e do São Luís Convention & Visitors Bureau, que envolverá as secretarias municipais de Turismo (Setur), de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) e de Obras Públicas (Semosp); as fundações municipais de Cultura (Func) e de Patrimônio Histórico (Fumph); e terá como parceiros o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Maranhão (Sinduscon); Sebrae e Tintas Coral, empresa patrocinadora oficial do \"Cores de São Luís\". Para o secretário municipal de Turismo, Liviomar Macatrão, o projeto vai também dinamizar o cenário cultural da cidade. ¿Nossa idéia é que, a cada ano, tenhamos uma localidade revitalizada e que estes espaços sejam transformados em pontos culturais, com atividades folclóricas continuamente, até o dia do quarto centenário, que coincide com o fim da primeira gestão de João Castelo¿, disse. Segundo o presidente da Fumph, José Aquiles Andrade, o Mercado da Praia Grande é mais que um ponto turístico de São Luís e o projeto vai revitalizar a economia dos feirantes que trabalham no local.

\"O Cores de São Luís vai funcionar como uma ação de educação patrimonial porque envolverá toda a comunidade inserida nos locais de visitação\", afirmou. Duas etapas - O projeto será realizado em duas etapas com intervenções urbanas para preservar monumentos históricos e conjuntos de relevante importância para a cidade. O segundo monumento beneficiado será a Igreja de São José do Desterro. Com criatividade, o \"Cores de São Luís\" vai elevar a auto-estima e melhorar a qualidade de vida dos comerciantes e moradores do Centro Histórico. O projeto será ampliado nos anos posteriores para os onze bairros que compõem o Centro e áreas de interesse de preservação. O Iphan irá delimitar a área a ser restaurada, além de realizar o diagnóstico sobre o perfil dos imóveis contemplados e disponibilizar especialistas em limpeza nas tradicionais pedras de cantaria.\"