Geral

Em Campo Maior · 21/04/2017 - 07h31

Jovem desmaia na escola e diretoria vê ligação com 'jogo'

À direção do colégio, amigos disseram que impediram rapaz de cortar pulso com estilete


Compartilhar Tweet 1



Na tarde desta quinta-feira (20/04), um adolescente de 17 anos desmaiou na Escola Estadual Leopoldo Pacheco, em Campo Maior, e foi levado para o Hospital Regional por uma ambulância do Samu. Colegas de classe disseram à direção da escola que chegaram a impedir o rapaz de cortar o pulso com um estilete. A suspeita é de que a ocorrência possa ter ligação com o jogo virtual "Baleia Azul".

Segundo o portal Campo Maior em Foco, o rapaz não apresentava cortes, mas apresentava raladuras no braço, como se tivesse tentado fazer pequenos ferimentos. Desacordado, o garoto não respondia aos estímulos da equipe de socorristas do Samu.

A professora Cândida Mendes, diretora adjunta da Escola, conversou com o portal local e confirmou que os colegas do rapaz relataram tê-lo impedido de cortar o pulso. Ao saber do fato, chamou o aluno para conversar, e o jovem teria afirmado que entrou no jogo virtual. Advertido, ele respondeu que deixaria os desafios e voltou para a sala de aula.

Na sala, o menor passou mal e precisou ser socorrido. Não ficou claro se o desmaio tem de fato relação com algum dos desafios impostos pelo jogo. Novato, o garoto sempre foi divertido e animado, não sinalizado qualquer problema em sala de aula.

- Foto: Campo Maior em Foco

“Ele é alegre, divertido e hoje estava estranho, sem tirar brincadeira, com o comportamento diferente e eu cheguei a perguntar a ele o que estava acontecendo? Ele me disse que estava no jogo. Perguntei o motivo dele fazer isso e ele respondeu que entrou por um vacilo”, disse a professora ao Campo Maior em Foco.
__________________

Leia ainda

- Bombom faz menino desmaiar na escola e dormir 24 horas em Teresina

- Saiba reconhecer os sinais de alerta do suicídio e como ajudar alguém
______________________________________

Avisada, a mãe do rapaz ficou desesperada e não falou com a escola sobre o comportamento do filho em casa. O caso foi comunicado à gerência regional de Educação. A família do adolescente será ouvida para tentar entender o que ocorreu nesta tarde.

O jogo "Baleia Azul", que vem preocupando pais em todo país, propõe aos jovens 50 desafios, sendo o último deles a proposta de que se tire a própria vida. São convidados ainda a assistir filmes macabros, fazer cortes no corpo, tentar atitudes perigosas, que oferecem risco à vida. Se houver tentativa de sair do jogo, os supostos organizadores fazem ameaças aos participantes.