Geral

Sem lugar para a festa · 21/03/2013 às 16h41 | Última atualização em 21/03/2013 às 18h30

Turma da FAP avisada de interdição em cima da hora pode perder a festa

FALTANDO 2 SEMANAS PARA COLAÇÃO, foram informados de que o lugar está 'barrado'


Compartilhar Tweet 1



A Turma de Pedagogia da FAP não sabe mais a quem recorrer. Com contrato fechado com o Jockey Club desde outubro de 2012, a turma realizaria a festa da colação de grau, marcada para o próximo dia 5 de abril, a comissão recebeu a notícia de que não mais poderá usar o local, que foi interditado pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a estudante Juliene de Sousa, que faz parte da comissão de formatura da turma, a mulher que para o grupo se identificou apenas como Socorro, comunicou às 18h desta terça-feira (20/03) que não poderia abrir o espaço, que encontra-se interditado para adequações de segurança.

“Ela nos falou que precisam resolver problemas como saídas de emergência, extintores de incêndio, torneiras no teto. Nós procuramos os bombeiros e confirmamos, mas tivemos a notícia que o Jockey Club já não podia receber eventos desde 2011. Como assim? Eles fecharam com a gente mesmo sabendo disso”, contou Juliene à reportagem do 180graus.

AVISADOS EM CIMA DA HORA
Com pouco mais de duas semanas para a festa, os formandos estão desesperados pela possibilidade de não realizarem a colação de grau. Com o período intenso de realização formaturas na capital, a maioria dos lugares já estão locados, ou os que estão disponíveis, são a um preço que a turma não tem como levantar rapidamente.

Os estudantes informam que o contrato com o Jockey Clube foi feito diretamente pelos alunos, portanto, a empresa que organiza a formatura não tem nenhuma relação com o problema. “Uma menina da turma é filha de um funcionário de lá, por isso o Nerval Júnior (presidente do Jockey Club na época que o ofício foi assinado) liberou o espaço para nós, até nos entregou um ofício”, contou a estudante Cíntia Costa, que também integra a comissão da turma.

DIREÇÃO CONTURBADA NO JOCKEY CLUB
A estudante contou que na época, Nerval chegou a comentar que o Jockey estava sendo vendido, mas que iria honrar com todos os compromissos. A reportagem do 180graus tentou contato com a direção do lugar, que passa por problemas desde nos primeiros dia do ano, quando as eleições para a diretoria chegaram a ser interrompidas por força de liminar. Depois de muita polêmica, Edmilson Carvalho Costa venceu a eleição realizada para direção provisória do Jockey Clube, no dia 2 de janeiro. Nossa reportagem tentou contato com a direção, mas não obteve êxito. A reportagem está à disposição para esclarecimentos.

“JÁ CHEGUEI A CHORAR”
“Eu já cheguei a chorar de raiva, fomos totalmente prejudicados, porque fecharam com a gente se não podia, e ainda mais vir avisar em cima da hora. Já liguei para todos os lugares que podia, todos os lugares que lembrei, e não conseguimos nada, estamos desesperados. Convites já estão prontos, estava tudo organizado, e agora não sabemos nem onde vai ser. A gente não tem um espaço”, lamenta Juliene ao 180graus, pensando nos prejuízos e no sonho da formatura, que poderá virar um pesadelo.