Geral

Secretaria confirma depoimento · 04/07/2016 - 10h18

Irmão do ex-goleiro Bruno diz saber do corpo de Samudio

Secretário confirma depoimento de Rodrigo, que será enviado para Minas e Rio de Janeiro


Compartilhar Tweet 1



O secretário de Segurança Fábio Abreu confirmou que o irmão do ex-goleiro Bruno, que mora no Piauí, depôs recentemente informando que sabe da localização do corpo da modelo Eliza Samudio, desaparecida desde junho de 2010 quando foi assassinada. A informação prestada por Rodrigo Fernandes será encaminhada para as polícias de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

“De fato existe este depoimento, mas no momento são poucas as informações que podemos repassar. Este conteúdo será repassado para a polícia em Minas e no Rio de Janeiro”, disse o secretário por telefone, ao 180graus.

Rodrigo é investigado pela Polícia do Piauí pelo suposto envolvimento em estupros na capital Teresina. Em setembro do ano passado ele foi preso por uma equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. Em 2013 ele já havia sido preso por acusação semelhante, e em 2014, após oito meses respondendo em liberdade, acabou sendo inocentado por falta de provas.

Em entrevista dada à TV Cidade Verde ainda no ano de 2012, Rodrigo disse acreditar na inocência do irmão, mas garantiu que “não põe a mão no fogo” pelos outros envolvidos no caso. Inclusive, contou sobre uma visita que fez ao irmão na penitenciária Nelson Hungria, onde diz ter visto o Bruno de cabeça erguida e “consciente de que não fez nada e que estava envolvido numa trama”.

_______________

Leia a entrevista concedida por Rodrigo ao 180graus ainda em 2010
______________________________

CONDENAÇÕES
O ex-goleiro Bruno foi condenado em 2013 a 22 anos e três meses pelo homicídio e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho. Os crimes aconteceram em junho de 2010 e o ex-atleta foi apontado como o mandante. Bola foi condenado por homicídio e ocultação de cadáver

O primo do ex-goleiro, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, por sua vez, foi condenado a 15 anos prisão por homicídio, sequestro e cárcere privado.

A ex-namorada de Bruno Fernanda Gomes de Souza foi condenada a cinco anos de prisão em regime aberto pelo crime de sequestro e cárcere privado.

ASSASSINATO
Eliza era amante do goleiro Bruno quando desapareceu em junho de 2010, em Minas Gerais. Na época, a polícia mineira recebeu denúncias de que Bruno, com mais dois, teriam espancado a ex-amante até a morte. O corpo nunca foi encontrado. As investigações da Polícia Civil mineira apontaram que a moça foi morta na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, em Vespasiano, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. Bola é apontado como executor.

*Com informações de Uol