Geral

Um município em xeque · 12/10/2017 - 14h22

Familiares de vice-prefeita denunciam descaso da saúde em Dirceu Arcoverde

Saúde do município é alvo de sérias denúncias, contabiliza atrasos salarias e seria usada para cabide de emprego


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - De Brasília

_____________________

E as escalas médicas anunciadas pela Prefeitura de Dirceu Arcoverde?
Elas não existem?

____________________________

 

DIRCEU ARCOVERDE EXPÕE SUAS VÍCERAS

Um acidente ocorrido no município de Dirceu Arcoverde, em frente ao Posto de Saúde Tia Gina, expôs as vísceras da gestão pública local capitaneada pelo prefeito Carlão do Feijão, alvo de inúmeras denúncias no âmbito do Ministério Público Estadual (MPE) e Ministério Público Federal (MPF).

Um homem - não identificado - que sofreu o acidente passou tempos agonizando sem que fosse atendido. Isso teria ocorrido último domingo (8). Após o acontecimento, os populares o acomodaram em um papelão. Foi então que surgiu um veículo que o levou para ser atendido em um hospital do município baiano de Remanso, na Bahia, a cerca de 50 km da cidade piauiense.

Para o vereador de oposição Rodolfo França, isso faz cair por terra as escalas “mentirosas” postas à disposição da população pela gestão municipal, que estariam servindo somente para “enganar” a fiscalização. O parlamentar informou  ainda que hoje o Posto de Saúde Tia Gina funciona dentro do Hospital Dr. Raul Antunes de Macedo.

Ou seja, nem um, nem outro possuía plantonistas disponíveis no dia do acidente, precisando o município se socorrer no estado baiano. Acionado, o Samu também não pôde desempenhar seu papel. Estava quebrado e há dias sem funcionamento.

O DESABAFO FAMILIAR QUE AJUDA A MANDAR NO MUNICÍPIO

“Eis o retrato do descaso com o ser humano e do abandono de uma cidade. O cidadão sofre um acidente em frente ao hospital, não consegue atendimento, tão pouco uma ambulância para levá-lo ao pronto socorro mais próximo, que é em São Raimundo Nonato”, tascou Déborah Gonçalves, que vem a ser sobrinha da atual vice-prefeita do município.

E continuou, em tom da mais pura sinceridade: “Não tem enfermeiro, não tem médico, não tem combustível, nem motorista para ambulância, não tem sensibilidade, nem humanidade... Quase duas horas depois, colocaram o rapaz no banco traseiro de um carro e o levaram para a cidade de Remanso, no estado da Bahia”, tascou.

Finalizando com "o vaqueiro atualizado (gestor municipal) é muito bom!", em referência ao prefeito Carlão do Feijão.

 

 

Atualmente, onde funcionava o Posto de Saúde Tia Gina, está alocada a Prefeitura do município. A ironia é que Tia Gina, conforme explicou o vereador de oposição, era uma antiga e conceituada médica da comunidade e uma das fundadoras do município - que hoje em dia é assombrado pelas intensas  e suspeitas denúncias de corrupção, desvio de dinheiro público e abandono da gestão pública.

“CABIDE DE EMPREGO”

“Na verdade esse hospital está servindo no município só para cabide de empregos”, denuncia o vereador.

Uma ex-diretora do Hospital Dr. Raul Antunes de Macedo,  a odontóloga Fernanda Ribeiro, usando a rede Facebook, relevou que os funcionários estariam sem receber desde abril.

Ela é nada mais, nada menos do que a irmã da atual diretora do hospital, Arabela Ribeiro, sendo ambas filhas da vice-prefeita, Maria de Fátima Ribeiro Silva.

A família também tem um representante na Câmara municipal, o vereador Aquiles Ribeiro - depois do pai e da mãe lograrem êxito no legislativo local.

 Já o marido de Fernanda, Ednaldo Damasceno, é o procurador do município.

Se quem está no poder não está fazendo nada, o certo é recorrer para Remanso mesmo. Triste, mas é a realidade de Dirceu Arcoverde. E isso há muito tempo.


 

_Veja as informações postadas na rede pela ex-diretora do hospital, Fernanda Ribeiro, que revela mais ainda as entranhas da saúde do município...

 

Comentários