180graus

Farmácia Hospitalar - 20/10/2014 às 06h41

1° Simpósio de Farmácia Hospitalar em Oncologia

Hospital São Marcos promoveu neste sábado, dia 18/10, o 1° Simpósio de Farmácia Hospitalar em Oncologia com o tema “O papel do farmacêutico na segurança do paciente oncológico”, evento que foi muito prestigiado por farmacêuticos hospitalares de diversos hospitais da capital.

Palestrante vindo de Recife e Rio de Janeiro ministraram palestras na área de biossegurança em quimioterapia, seguimento farmacoterapêutico, protocolos de biossegurança e cuidados paliativos, com vista a aprimorar a participação do profissional no seguimento.

A atividade do farmacêutico na farmácia hospitalar é uma das áreas da profissão que mais cresce no Estado e já emprega um grande número de profissionais, pois, além de representar uma grande fonte de economia de recurso para os hospitais, é também um dos grandes indicadores de garantia de qualidade de serviços e principalmente segurança para os pacientes.

Durante o evento foram também instaladas no Estado representações da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (Sbrafh) e da Sociedade Brasileira de Farmácia Oncológica (Sobrafo), integrando os profissionais que atuam na área aqui no Piauí, com os profissionais dos demais centros do país.

Publicado Por: José Vilmore

Tópicos
Farmácia e sociedade - 14/10/2014 às 06h18

Farmamil participa da VI Ação Criança em Parnaíba

Galaxy

A Farmácia Farmamil, localizada em Parnaíba – PI, além de um serviço de saúde voltado para o uso correto de medicamentos, sempre teve como diferencial, a participação em atividades sociais voltadas a comunidade onde está inserida. Campanhas de vacinação, de orientações para o uso correto de medicamento, um site atualizado com informações sobre saúde e uma busca constante de aproximação cada vez mais estreita com a sociedade, sempre fizeram parte das atividades da farmácia.

Neste domingo 12/10, dia da criança, a Farmamil apoiou e participou, em cooperação com várias outras instituições, o VI Ação Criança promovida pela Associação Cultural Balança mas não Cai que aconteceu no Centro Estadual de Educação Profissional Ministro Petrônio Portela (CEEP),Parnaíba - Piauí.

O VI Ação Criança proporcionou várias atividades voltadas para o público infantil, da comunidade do Bairro São Benedito. Danças, teatro, apresentação de talentos da comunidade, serviços de saúde, brincadeiras , oficinas de ciências e pintura entre outras , que fizeram momentos especiais; com a participação dos alunos Técnicos em Análises Clínicas e em Enfermagem da instituição.

Entendemos que proporcionar qualidade de vida para população, é também, participar e contribuir com os eventos importantes em nossa cidade. A Farmácia Farmamil não é apenas um estabelecimento comercial e sim uma Unidade de Saúde que sempre participa e promove ações sociais na cidade de Parnaíba, relatam os farmacêuticos Dr. Kleber Aurélio e Dra. Aline Véras Aurélio.

Publicado Por: José Vilmore

Medicamentos similares - 13/10/2014 às 06h08

Medicamentos similares poderão ser intercambiáveis a partir de 2015

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, na quinta-feira (09/10), a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 56/2014, que trata sobre a Certificação de Boas Práticas para a realização de estudos de Biodisponibilidade/Bioequivalência (BD/BE) de medicamentos.

Os medicamentos similares que obtiverem a nova certificação poderão ser oferecidos pelos farmacêuticos como opção aos medicamentos de referência, prescritos pelo médico. Hoje, esta prática, chamada de intercambialidade, é aceita apenas com os genéricos. A partir da comprovação da bioequivalência dos medicamentos similares, será possível a prática da intercambialidade, na hora da venda, com a garantia de mesma qualidade do de referência. É mais uma opção que estará disponível ao consumidor.

A norma define que os estudos de BD/BE para fins de registro e pós-registro de medicamentos devem ser realizados em centros de pesquisa certificados. Até o fim deste ano, os fabricantes de similares devem apresentar os mesmos testes de equivalência que os genéricos para comprovar que funcionam, no organismo, como os de referência. Os interessados em obter nova certificação sem interrupção da continuidade com o certificado em vigor deverão protocolar a petição entre 270 e 180 dias antes do vencimento do certificado.

Acreditamos que, principalmente para a pequena indústria nacional, receber a nova certificação da Anvisa é de grande interesse. Dessa forma, podem agregar mais valor aos produtos e ganhar mais força no mercado.

Outra novidade da nova certificação é o prazo de validade, que foi alterado para dois anos, a partir do vencimento do certificado anterior. Também foi publicada a Instrução Normativa (IN) Nº 9, que aprova o roteiro de inspeção nos centros.

As Boas Práticas são um conjunto de medidas que devem ser adotadas pelos centros de pesquisa, a fim de garantir a qualidade e a conformidade dos estudos. Os estudos se BD/BE comparam os parâmetros farmacocinéticos ou farmacodinâmicos entre o medicamento teste e o medicamento de referência ou comparador.

Intercambialidade

A intercambialidade do similar foi uma proposta lançada pela Anvisa, no fim de 2013. Em janeiro deste ano, o então ministro Alexandre Padilha (Saúde) lançou a ideia de que os similares passassem a ser identificados com o símbolo "EQ" na embalagem algo para contrapor o "G" que identifica os genéricos.

Além disso, o então ministro disse que defenderia que os similares também tivessem um preço reduzido predeterminado, da mesma forma como acontece com os genéricos que, por lei, devem custar até 65% do preço cobrado pelo medicamento de referência.

Confira a RDC Nº 56/2014 e IN Nº9/2014 no Diário Oficial da União (DOU).

Fonte: Comunicação CFF

Publicado Por: José Vilmore

Tópicos
Medicamentos rastreados - 10/10/2014 às 08h22

Anvisa finalmente lança novo sistema de rastreamento de medicamentos

Programado para entrar em funcionamento há dois anos , o Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM) finalmente sai do papel, com o lançamento da primeira plataforma pela empresa farmacêutica Libbs.

Com o SNCM, cada embalagem de medicamento conterá um código de barras bidimensional único e permitirá a identificação do local e data da produção, forma de distribuição e ponto de comercialização, ou seja, será possível acompanhar cada caixa de medicamento desde sua fabricação até a sua dispensação ao consumidor.

O sistema garantirá não apenas a segurança do paciente, mas também facilitará o controle da produção de medicamentos no Brasil e a fiscalização pela vigilância sanitária em casos de desvio de qualidade e necessidade de recolhimento. Além disso, como permitirá um controle de toda a cadeia, tornará mais fácil reconhecer eventuais casos de fraude, contrabando, roubo de cargas.

Esta coluna noticiou a dois anos a implantação deste programa, que à época, se planejava que fosse feito por um selo emitido pela casa da moeda, porém, a industria rejeitou o sistema alegando que oneraria o preço dos medicamentos. No ano passado, o comitê encarregado implementação desta normatização alterou as regras e a industria finalmente o aceitou.

A previsão é que até o final de 2015, todas as indústrias coloquem no mercado pelo menos três lotes com a nova embalagem que permita o rastreamento e, a partir de dezembro de 2016, todo o mercado farmacêutico terá de ter este os mecanismos.

Fonte: Folha de São Paulo

Publicado Por: José Vilmore

Tópicos
Hipercolesterolemia - 03/10/2014 às 07h06

Novo remédio reduz colesterol em pessoas com doença genética

Estima-se que 40% dos brasileiros tenham níveis de colesterol sanguíneo alto (acima de 200mg/dl) e que ocorram cerca de 300 mil mortes por ano, são em decorrência de infartos e derrames. É um problema mais comum depois dos 30 anos e em sedentários, mas também pode afetar pessoas magras, pessoas ativas e jovens.

A Hipercolesterolemia, vulgarmente conhecido como colesterol alto, se refere a um nível elevado de (lipoproteína de baixa densidade) LDL no sangue. A doença esta associada com um risco elevado de aterosclerose (entupimento das veias e artérias, infarto e derrame (AVC) e esta relacionada com o adiantar, de 10 a 15 anos, problemas cardíacos mais comuns com o avançar da idade.

Para a grande maioria dos que apresentam o quadro de hipercolesterolemia o mesmo está associado a hábitos alimentares e a estilo de vida, porém, para aproximadamente 500.000 pacientes no Brasil, a doença é herdada geneticamente dos pais e de mais difícil controle, pois apresenta altíssimos níveis de colesterol sanguíneo.

O tratamento geralmente é feito com reorientação alimentar, atividade física, estabelecimento de rotinas de sono e alimentação, mas, em pacientes em que após estas medidas não apresentam níveis normais, faz-se necessário o uso de medicamentos. O mais comum deles são da classe da estatinas, porém, quando faz-se necessário o uso de altas doses, causam efeitos colaterais como aumento da gordura no fígado e dores no corpo e não conseguem colocar os níveis de colesterol dos pacientes com a forma mais grave da doença dentro da meta para evitar problemas cardíacos.

Ontem, a revista médica "Lancet" publicou dois estudos que trazem resultados positivos de um novo tipo de medicamento para baixar níveis de colesterol, feito com o uso de anticorpos feitos sob medida para atacar uma proteína chamada PCSK9. Ela destrói os receptores do fígado que retiram o colesterol "ruim" (LDL) de circulação. Com menos PCSK9, mais LDL é retirado de circulação, ajudando a evitar entupimento de artérias e infartos.

O remédio mostrou-se muito promissor em pacientes com hipercolesterolemia familiar e intolerantes às estatina, e está em fase adiantada de testes, podendo está no mercado muito em breve. O grande problema será o preço, estimado em cerca de R$ 35 mil ao ano, enquanto as estatinas já têm versões genéricas, é possível um tratamento gastando em média R$ 600 por ano, a depender da dose do remédio.

Fonte: Folha de S.Paulo

Publicado Por: José Vilmore

Carregando, por favor aguarde...
Últimas Notícias
01h29 Daniel procura Suzana Alves após ameaça de processo e ex-Tiazinha o ignora 01h07 Prefeitura de Teresina realiza ação educativa nas passagens de nível 00h38 Com vestido curtinho, Fernanda Lacerda lança ensaio nu em São Paulo 00h33 'É complicado, mas dou apoio', diz marido da Miss Bumbum Bahia 23h55 2ª Semana de Formação de Magistrados termina com resultado positivo 23h55 Ceir promove semana de combate ao AVC na cidade de Teresina 23h38 Núcleo do Sinproesemma de Nova Olinda do Maranhão fará Assembleia Geral extraordinária dia 24. 23h35 Liziane pede que CDHM ouça mãe de vigilante que confessou matar advogado 23h33 Outubro é mês de missão nas universidades da arquidiocese de Teresina 23h33 Assaltante morre em troca de tiros após assaltar Caixa Aqui em Zé Doca. 23h29 Babão: Lourival, ex-atacante do Interporto, revela que jogadores receberam "bicho" do River-PI 23h16 Banco do Nordeste vai investir R$ 3 milhões em projetos que combatem a desertificação 23h15 Comunicação eletrônica é novidade na 2ª Vara de Porto Franco 23h05 Encerrado o festejo do Divino Espírito Santo de Paço do Lumiar 22h56 Ruas do bairro Tancredo Neves na cidade de Teresina serão asfaltadas este ano 22h55 Judiciário lança projeto para combater a violência doméstica e familiar 22h35 Juristas de renome nacional parabenizam indicação de Secretário da Transparência 22h31 Com alto calor, varejistas registram aumento de 100% nas vendas de ventiladores 22h15 Deputada contesta matéria da TV Band sobre irregularidades em maternidade 22h13 Prefeito de Avelino Lopes encontra-se com governador eleito 22h11 Começando 22h06 Caixa Econômica Federal participará da Semana Nacional de Conciliação 22h05 Título de Cidadão Imperatrizense concedido a Damião Benício foi anulado pela Câmara Municipal 21h56 Em THE: Empresários e estudantes participam da 1ª semana do 'Google' 21h55 Câmara de Imperatriz parabeniza Clayton Noleto por indicação para a Sinfra