180graus

Teste Brasileiro - 03/03/2015 às 15h28

USP desenvolve teste para detecção precoce de doenças autoimunes

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto desenvolveram teste que permite identificar precocemente pacientes portadores de doenças autoimunes e que deverão reagir bem ao tratamento padrão aplicado nesses casos. A droga utilizada é o metotrexato.

Atualmente, a substância é o “padrão ouro” de tratamento para doenças autoimunes – que ocorrem devido a uma agressão do organismo por seu próprio sistema imunitário –, como artrite reumatóide, psoríase, doença de Crohn e esclerose múltipla. No entanto, de 30% a 40% desses pacientes não respondem ao metotrexato.

“Só depois de seis meses se descobre o dado clínico. Aí é que se entra com um segundo tratamento alternativo. Isso é um problema muito sério”, destaca professor do Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), Fernando de Queiroz Cunha, um dos orientadores da pesquisa, realizada pelo biomédico Raphael Sanches Peres.

Segundo ele, a demora em se conhecer a eficiência do tratamento com o metotrexato reduz as chances de o paciente conseguir diminuir os efeitos da doença. No entanto, o novo teste desenvolvido é capaz de identificar, antes do início do tratamento, se o paciente responderá ou não à droga. “Quando o paciente reage bem ao medicamento, fica vários anos tomando apenas metotrexato e mais um analgésico, uma droga para tirar a dor”, ressalta.

Os pesquisadores agora estão discutindo com o setor produtivo a fabricação de um kit para execução do teste, que é feito a partir de exame de sangue. “Imaginamos que, se tudo der certo, em um ano, começaremos a iniciar os ensaios clínicos para confirmar se o teste funciona ou não. A gente não tem dúvida que vai funcionar, mas obviamente que precisamos de um ensaio clínico”, acrescenta Cunha.

A pesquisa sobre o novo teste, que também foi orientada pelo professor Paulo Louzada, do Departamento de Clínica Médica do Setor de Reumatologia, foi publicada em artigo, no dia 9 de fevereiro, na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Autor: Bruno Bocchini

Fonte: EBC

Publicado Por: José Vilmore

Tópicos
Nova molécula contra o IV - 23/02/2015 às 06h54

Uma nova descoberta tem potencial para gerar terapias e vacina 100% eficazes contra o HIV.

De acordo com uma publicação da semana passada na revista Nature, pesquisadores do Instituto de Pesquisa Scripps (Estados Unidos), em parceria com outras instituições, teriam identificado uma maneira de impedir que o HIV infecte as células, empregando a substância com uma abordagem semelhante a uma terapia genética.

Uma proteína denominada cD4-IG bloqueia os pontos onde o vírus se liga aos receptores celulares para que possa invadi-la, fechado assim, a porta de entrada do vírus na célula.
Durante os testes, foi injetado no músculo de macacos, material genético que codifica a proteína, fazendo com que o próprio organismo das cobaias a produzisse. Em seguida, foi injetado nas cobaias quantidades até 16 vezes maiores de vírus necessários para produzir uma infecção e, as mesmas, não apresentaram sinais da infecção até 40 semanas após a inoculação, mostrando-se assim, mais eficaz do que qualquer outra já utilizada anteriormente.

Estima-se que a nova terapia estará sendo testadas em humanos já no próximo ano, em um primeiro momento, em portadores do HIV, para manter baixo os níveis de vírus no organismo de quem já está infectado. Em um segundo momento, se estará testando a substancia como vacina, para evitar a infecção de quem não é portador do HIV.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Publicado Por: José Vilmore

Educação Farmacêutica - 17/02/2015 às 20h51

Congresso em Salvador-BA discutirá a Educação farmacêutica

Estão abertas as inscrições ao Congresso Brasileiro de Educação Farmacêutica (Cobef), que será realizado de 10 a 12 de junho, em Salvador (BA) com o tema – “Educação Farmacêutica: desafios e caminhos na arte de formar para transformar”. Em paralelo, serão realizados o IX Encontro Nacional de Coordenados de Curso, a IX Conferência Nacional de Educação Farmacêutica e o VI Fórum Nacional de Educação Farmacêutica. A coordenação e a promoção dos eventos são da Associação Brasileira de Educação Farmacêutica (Abef) e do Conselho Federal de Farmácia (CFF).

Além de promover o encontro entre profissionais, estudantes e professores, estão entre os objetivos dos eventos: analisar o atual contexto da educação farmacêutica no Brasil; discutir e refletir sobre estratégias para a melhoria da qualidade da educação farmacêutica; avaliar as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Farmácia.

Em 2002 os currículos de farmácia passaram por uma reestruturação, e a educação que anteriormente era direcionada para três grandes áreas de atuação, sejam: análises clínicas, indústria de medicamentos e alimentos (bromatologia), passaram a formar profissionais com uma visão mais generalista e que já saem habilitados a trabalhar em todas as áreas.

Passados 12 anos da aprovação das Diretrizes, muita coisa mudou. A Farmácia se transformou, e os serviços de saúde ganharam nova dimensão que exige um profissional cada dia mais capacitado, seja do ponto de vista técnico ou nos aspectos humanos. Essas mudanças motivaram o CFF e a Abef a realizarem o grande evento

Aos professores dos cursos de farmácia, os coordenadores de curso e alunos, que tiverem interesse, as inscrições estarão com valores reduzidos até o dia 31 de março

Informações e inscrições – http://www.cobef.org.br

Fonte: Site CFF

Publicado Por: José Vilmore

Uso excessivo de psicofármacos - 13/02/2015 às 10h10

Projeto prevê campanha sobre uso de remédios psiquiátricos em crianças

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 8324/14, do Senado Federal, que determina que o Sistema Único de Saúde (SUS) promova campanhas de prevenção contra o uso desnecessário ou excessivo de psicofármacos em crianças e adolescentes. Psicofármacos são medicamentos para tratar transtornos psiquiátricos, como antidepressivos, ansiolíticos e antipsicóticos.

O projeto acrescenta dispositivo ao Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90). A autora, senadora Angela Portela (PT-RR), chama atenção para o uso excessivo, no Brasil, do medicamento de tarja preta Ritalina (cloridrato de metilfenidato) para o tratamento dos transtornos de déficit de atenção e hiperatividade. Ela se preocupa, especialmente, com o uso do remédio em crianças muito novas, de até dois anos de idade.

“Poderosos interesses econômicos de laboratórios farmacêuticos reforçam a tendência de profissionais de saúde e de educação de transformarem um problema não médico, da área de aprendizagem ou comportamento, em um problema biológico do indivíduo, com causa e solução médica”, afirma a senadora. Esse processo, destaca, é conhecido como medicalização.

O objetivo dela com o projeto é restringir o uso de psicofármacos “aos casos que se enquadram em protocolos clínico-terapêuticos consolidados e aprovados pelas instâncias técnicas competentes”.

Tramitação

A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Íntegra da proposta:
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=860918

Edição: Daniella Cronemberger

Autor: Lara Haje

Fonte: Agência Câmara Notícias

Publicado Por: José Vilmore

Tópicos
Plantas medicinais - 06/02/2015 às 09h02

Plantas medicinais: trazem benefícios, mas também possuem riscos

O uso de plantas como medicamento ainda é muito comum em todo o mundo, porém, assim como os benefícios que podemos obter com este uso, corremos os riscos de sofre danos à nossa saúde, se alguns pontos não forem observados. Citaremos a seguir os mais importantes:

Lembre-se: se alguma planta lhes traz benefício a saúde, e porque provoca alterações em funções no seu organismo. A intensidade e a necesssidade desta alteração produzida no organismo é que diferenciará entre um efeito benéfico e uma intoxicação;

A não identificação correta da planta utilizada pode resultar em graves danos à saúde, inclusive com risco de morte. Vamos tomar como exemplo uma planta utilizada como alimento: a macaxeira. O que o que diferencia a macaxeira da mandioca é a quantidade de ácido cianídrico presente nas raízes não processada (in natura) e que poucas pessoas conseguem diferenciar uma planta da outra. A macaxeira (mandioca mansa) alimenta, a mandioca brava (conhecida no Piauí somente como mandioca), se consumida sem o devido processamento, pode causar intoxicações graves e até matar, tanto que é utilizada somente após processada, na forma de farinha, goma, etc.

E mais. Muitas plantas são conhecidas pelos seus nomes populares, o que gera muita confusão. Lembro-me da minha saudosa avós me pedindo que lhe conseguisse algumas folhas de “velame”, o que nunca consegui. Não sabia ela que existem mais de sessenta plantas parecidas e que são conhecidas por este nome, e que, apenas cinco destas, apresentam alguma ação terapêutica. As outras cinquenta e cinco, ou são inertes, não produzindo nenhum efeito, ou, podem até intoxicar.

Publicado Por: José Vilmore

Carregando, por favor aguarde...
STARTUP WEEKEND
VANGUARDA
INOCOOP
GUIA DE FESTAS
Últimas Notícias
11h06 Mariana Rios revela dicas de beleza e itens queridinhos da sua nécessaire 11h03 Jorge Paulo Lemann dá seis lições para ter sucesso no seu negócio 10h58 Receita Federal Libera Programa para declaração do IR Pessoa Física 10h53 Polícia apreende pedras de crack com adolescente de 16 anos na Piçarra 10h49 Adicione o Kangaço no seu WhatsApp e fique ligado nas promoções 10h46 Renato Campinho ciclista que rodou o mundo passa por Cristalândia 10h41 SEMAS organiza programação do Dia Internacional da Mulher 10h33 Em um mês de carnaval, Fábio Abreu gastou 315 l de gasolina 10h31 IPhone poderá ter versão à prova d'água no futuro sugerido por patente da Apple 10h21 Animal quase causa tragédia em Beneditinos 10h11 Uma das mais antiga ponte da Cidade está corroendo 10h06 Cabelos curtos voltam a ser o paparico das famosas 10h03 Análise mantém indefinição sobre execução de brasileiro na Indonésia 09h55 Quanto bom humor! Miley Cyrus posta foto grávida de uma pizza 09h47 Queda de consumo de carbono aumenta mortes de árvores, diz estudo 09h38 Município leva água potável às famílias do sertão 09h36 Aprenda cinco dicas de make para quem usa óculos 09h36 Xuxa detona Globo: 'era muito difícil trabalhar num lugar onde eu não podia fazer nada' 09h31 Morreu na madrugada desta sexta-feira pai de Zeca Pagodinho 09h31 Pai de Zeca Pagodinho, Jessé da Silva, morre aos 87 anos 09h29 Janot pediu abertura de inquérito no STF contra pelo menos 8 senadores 09h28 Por conta das dificuldades da viagem de volta, Palmeiras pode ter time misto 09h25 Amanda vence prova de pontaria e se torna líder pela 2ª vez 09h25 Pais de Zezé Di Camargo e Luciano seguem internados em Goiânia 09h20 Carros antigos podem ter problema com aumento do etanol na gasolina
ISLAMAR
VANGUARDA
STARTUP WEEKEND

Enquete

Os 10 deputados federais completaram o primeiro mês na Câmara. Até agora, qual deles você acha que mais se destacou?

Total de Votos: 513

Válida de 04/03/2015 a 11/03/2015

Mais lidas

    Dantas Imobiliaria
    GUIA DE FESTAS
    STARTUP WEEKEND
    INOCOOP
    Imobiliaria

    180graus no Instagramno Instagram