Trazer mais transparência · 12/10/2017 - 10h47

COB terá novo estatuto em 45 dias


Compartilhar Tweet 1



A Assembleia Geral Extraordinária do COB reunida nesta quarta-feira (11/10), propôs uma série de medidas para modernizar a gestão do esporte olímpico do Brasil. O objetivo é trazer ainda mais transparência, governança e compliance para a entidade e, desta forma, derrubar a suspenção imposta pelo Comitê Olímpico Internacional no último dia 6 de outubro.

Entre as principais medidas que serão implementadas em breve está a reforma do estatuto do COB. O novo presidente da entidade, Paulo Wanderley, afirmou que o estatuto estará reformulado em até 45 dias.

A alteração do estatuto será liderada por uma Comissão definida na Assembleia desta quarta. Fazem parte desta comissão o presidente da Confederação Brasileira de Vela, Marco Aurélio de Sá Ribeiro; o presidente da Confederação Brasileira de Esgrima, Ricardo Machado; o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, José Antônio Martins Fernandes; e o judoca Tiago Camilo, presidente da Comissão de Atletas do COB.

“Vamos ouvir vários setores do sistema esportivo brasileiro. Desde advogados especialistas, passando pela Comissão de Atletas do COB e também da organização Atletas pelo Brasil. O COB está aberto para ouvir a sociedade brasileira”, disse Paulo Wanderley.

A comissão já se reúne na próxima semana para iniciar a reforma. O novo estatuto precisa ser aprovado pela Assembleia do COB. O estatuto do COB é o documento que define o sistema de organização, lista atribuições e estabelece o funcionamento de cada área do organograma da entidade, entre outras determinações.

    Foto: Rafael Bello/COB

Entre as várias sugestões de alteração no estatuto está o aumento a representatividade dos atletas nas eleições do COB. Hoje em dia, apenas Tiago Camilo, como presidente da Comissão de Atletas do COB, tem direito a voto. 

“A maior participação dos atletas nas principais decisões é uma tendência mundial. Nós passamos a vida toda nos dedicando ao esporte. Então, nada mais justo do que usarmos a nossa experiência para podemos melhorar a estrutura do esporte brasileiro”, disse Camilo. “Essa é a vontade da Comissão de Atletas do COB. Vamos construir juntos um esporte mais transparente e moderno. Esse é um movimento que não tem mais volta”, concluiu o medalhista olímpico.

Paulo Wanderley endossou as palavras do judoca. “Nós já estamos caminhando nesse sentido. Algumas Confederações já possibilitam uma maior participação dos atletas em suas decisões e em suas eleições. O COB entende que deve ser desse jeito, tem um sentimento de urgência, por isso determinamos que o novo estatuto deve estar aprovado em até 45 dias”, disse o presidente.

Outros pontos importantes serão analisados pela comissão, tais como novas regras para o lançamento de candidatura à presidência do COB. O tempo de mandato de mandato deverá permanecer em quatro anos, com apenas uma reeleição, conforme determina a lei. 


Fonte: Com informações da COB

Comentários