180graus

Garantia dos direitos - 08/03/2017 às 17h16

Ministro diz que mulheres devem ser incluídas em tomada de decisão sobre parto

No Dia Internacional da Mulher, o governo federal anunciou uma série de medidas para humanizar o parto normal, reduzir procedimentos considerados desnecessários e garantir os direitos sexuais reprodutivos das mulheres. Para agilizar os atendimentos de violência contra mulheres, o governo também pretende interligar o Ligue 180, que recebe denúncias de agressões, com os serviços da Polícia Militar.

Durante cerimônia de anúncio das diretrizes, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que até hoje não havia uma diretriz específica para o parto normal. “As mulheres devem ser tratadas com respeito, ter acesso a informações e incluídas na tomada de decisões. Haverá um plano de parto”, anunciou.

Dentre as recomendações do Ministério da Saúde às casas de parto e maternidades, estão técnicas para alívio da dor, presença de doulas e liberdade de posição na hora do parto. A manobra de Kristeller, em que o médico empurra a barriga da mãe para auxiliar na saída do bebê, também passará a ser contraindicada. “As diretrizes garantem assistência qualificada. Há um protocolo e a mulher vai para sala do parto sabendo exatamente o que vai acontecer”, disse Barros.

Dia da Mulher

Ao lado da primeira-dama, Marcela Temer, o presidente Michel Temer participou do evento, no Palácio do Planalto. Segundo ele, o Dia Internacional da Mulher é importante não apenas para o calendário, mas também para que seja recordada a “luta permanente” das mulheres por uma “posição adequada” na sociedade.

“A sociedade de alguma maneira vai bem [devido à importância das mulheres], se os filhos vão bem é porque tiveram formação adequada em suas casas. Isso quem faz não é o homem, é a mulher. Na economia, a mulher também tem grande participação, porque ninguém é melhor de ver ajustes de preços e flutuações econômicas do que a mulher”, citou.

Em um breve discurso, a primeira-dama defendeu o fim da intolerância contra as mulheres. “Mesmo com a busca pela legitimidade de apontar o que é melhor para nós, há momentos em que as mulheres se veem sozinhas no sustento de filhos e netos. [Elas estão presentes] Na rotina para conduzir na família quem mais requer cuidados, como por exemplo as mães de crianças com microcefalia”, disse.

Para a ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, o seu desafio à frente da pasta é fazer com que as mulheres ocupem cada vez mais os espaços de poder. "A mulher negra é merecedora de uma política especial dirigida a ela. Preocupa-me o racismo excludente para essas mulheres negras que eu aqui represento”, afirmou.

DIU

O ministério da Saúde também anunciou a ampliação do acesso ao Dispositivo Intra Uterino (DIU) de Cobre, um método contraceptivo que não possui hormônio. Além das Unidades Básicas de Saúde, as maternidades brasileiras também poderão ofertar o DIU em situações como o pós-parto e pós-abortamento. De acordo com o ministro, as maternidades terão até 180 dias para organizar a implantação do método, que possui índice de segurança de 99% e duração de até dez anos.

Fonte: Agência Brasil

Peça seu CPF na Nota e concorra a prêmios em dinheiro. Curta a página da Nota Piauiense e saiba mais!


Vem pro Podium
Teresina Participativa
Vem pro Podium
Vem pro Podium
PM TO - Vem pro Podium!
PM BA - Vem pro Podium!
Cadastre-se
Últimas Notícias
22h48 Em comemoração ao dia 18 de maio foi realizada caminhada e palestra 22h06 Homem é preso acusado de estuprar a própria filha de apenas 12 anos 21h53 Primeiro Esquenta da Escola São João Batista 21h49 Ação da Campanha Maio Amarelo 21h43 O Sonho da Casa Própria está Chegando em São João dos Patos 20h22 Cocal participa de oficina sobre a Planificação da Atenção à Saúde 19h08 Prefeito entrega cestas Básicas de alimentos arrecadados durante os jogos do Campeonato Municipal 18h57 Confira fotos do 1º dia de EXPOEIRAS com Aviões do Forró 17h49 Empresário denuncia direcionamento em licitação no Piauí 17h38 Janot pede ao STF autorização para ouvir Michel Temer em depoimento 17h27 Menina arrastada por leão-marinho foi infectada por bactéria mortal 17h17 Finalista pela Copa do Brasil, técnico 'Papoca' valoriza o Flamengo sub-20 17h13 Senadores Gleisi e Lindberg reafirmam necessidade do Brasil trilhar pelo caminho das Diretas Já 17h10 Jogos escolares: campeões de atletismo são exemplos em suas escolas 17h06 W.Dias acompanha Padilha, Gleisi e Lindbergh Farias em visita ao CEIR 17h02 MEC faz parceria para oferecer cursos técnicos online 17h01 Atendimento a vítimas de arma de fogo e branca aumenta mais de 30% no HUT 17h00 Poste de energia prestes a cair, preocupa barrenses 17h00 Chuvas devem continuar para o município de Barras e região 17h00 Fiéis se preparam para cumprir Agenda Paroquial em Batalha 16h52 Ex-delegado de Castelo do Piauí pode ser indicado para assumir a futura pasta da Segurança Pública 16h48 Vereadora solicita emenda para assegurar recursos para São João em Jaicós 16h48 Alguns bairros na cidade de Campo Maior ficarão sem energia elétrica neste sábado 16h41 Caminhão atropela pedestres e por pouco não cai de ponte em Parnaíba 16h39 Festa das mães é realizada na cidade de Patos do Piauí

Vem pro Podium
Teresina Participativa
Vem pro Podium

Mais Lidas

    Podium - Professores Dir. Constitucional

    Enquete

    Você aprova a decisão da CCJ do Senado em diminuir as vagas para deputados piauienses?

    Total de Votos: 913

    Válida de 2017-04-06 17:08:00.0 a 2017-04-30

    Suas ideias podem melhorar Teresina
    Podium - Professor Atualidades

    180graus no Instagramno Instagram

    Podium - Professores Dir. Constitucional