S para garantir a preparação · 21/10/2017 - 16h19

Seduc intensifica preparo de alunos para a Prova Brasil


Compartilhar Tweet 1



 

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) vem realizando uma série de ações para garantir a preparação dos alunos da rede estadual que farão a Prova Brasil, entre os dias 23 de outubro e três de novembro. Dentre elas, a aplicação de simulados com questões de matemática e língua portuguesa para estudantes do Ensino Fundamental (5º ao 9º ano) e Ensino Médio (3º ano). O primeiro simulado foi aplicado ainda no mês de julho para mais de 40 mil alunos.

 

Segundo o Superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera, com a aplicação dessas provas, além de preparar o aluno, a Seduc pôde avaliar as dificuldades desses estudantes nas disciplinas e assim elaborar planos estratégicos de ensino para melhorar o aprendizado. "Essa ação é parte do Pacto pela Aprendizagem, onde reforçamos as atividades escolares nessas disciplinas e realizamos o acompanhamento pedagógico. Elaboramos cadernos de questões específicos para cada turma e avaliamos a proficiência as disciplinas trabalhadas na Prova Brasil", disse.

 

Para verificar o desenvolvimento dos alunos e o avanço das ações do Pato pela Aprendizagem, a Seduc realizou no mês de setembro o segundo simulado, onde de acordo com Ellen Gera foi notado uma melhoria considerável no desempenho dos estudantes, confirmando a eficácia das intervenções pedagógicas feitas pela secretaria dentro do Pacto pela Aprendizagem. "Com a segunda avaliação pudemos conhecer melhor o perfil do aluno e verificar a melhoria do desempenho desses estudantes no que se refere às dificuldades nas disciplinas de matemática e língua portuguesa. Ao todo, foram mais de 80 mil cadernos de questões personalizados e distribuídos entre os alunos, simulando a Prova Brasil", concluiu.

 

A correção dos simulados foi feita de uma forma inovadora no Estado. Através da ferramenta MobiCorretor, dentro da plataforma Mobieduca.Me, onde os professores fotografavam o gabarito respondido pelo aluno e enviavam para o sistema, que já corrigia automaticamente.

 

A Prova Brasil é uma avaliação da educação básica que acontece a cada dois anos e mensura os conhecimentos dos alunos em matemática e língua portuguesa. O resultado do desempenho é um dos elementos que compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), calculado por escola..

 

O Piauí conta com 56 polos de coordenação da Prova que aplicarão o exame para 6.500 turmas do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e do Ensino Médio (3º ano), entre os dias 23 de outubro e três de novembro.

 


Fonte: Seduc
Alunos do estado participam · 20/10/2017 - 17h12

Saiba a importância da Prova Brasil para a educação do Piauí


Compartilhar Tweet 1



A Prova Brasil é uma avaliação da educação básica que acontece a cada dois anos e mensura os conhecimentos dos alunos em matemática e língua portuguesa. O resultado do desempenho é um dos elementos que compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), calculado por escola. Este ano a aplicação da Prova acontece entre os dias 23 de outubro e três de novembro em todo o país. A Secretaria Estadual de Educação inicia uma campanha para que os alunos do estado participem desse importante passo para a educação.

 

O Piauí conta com 56 polos de coordenação da Prova que aplicarão o exame para 6.500 turmas do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e do Ensino Médio (3º ano), que participará pela primeira vez da avaliação este ano.

 

A Secretária de Estado da Educação, Rejane Dias ressalta que ao longo de toda a gestão foram implementadas ações voltadas para a melhoria desses índices educacionais, como a execução do Programa Pacto pela Aprendizagem, onde foram ampliadas as atividades escolares nas disciplinas de matemática e língua portuguesa. Além disso, a Seduc vem mobilizando toda a equipe escolar para incentivar a participação dos alunos na avaliação.

 

"É importante a participação dos alunos na Prova Brasil, pois a partir dos resultados teremos a real avaliação do trabalho desenvolvido nas escolas e assim poderemos verificar o nível de aprendizado dos alunos e consequentemente preparar políticas e estratégias educacionais mais especificas", disse.

 

De acordo com o Superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera, toda a rede estadual de educação já está mobilizada para a realização da Prova Brasil. "A escola pode ficar tranqüila, pois a aplicação da Prova acontecerá no horário normal das aulas. O coordenador regional entrará em contato com a gestão escolar para agendar a data da aplicação do exame entre os dias 23 de outubro e três de novembro", explicou.

 

Além dos alunos, os diretores das escolas e os professores das disciplinas de matemática e língua portuguesa também responderão um questionário e serão avaliados pela Prova Brasil.


Fonte: Seduc
Confirmação da inscrição · 20/10/2017 - 10h57

Locais de prova do Enem já podem ser consultados


Compartilhar Tweet 1



A partir desta sexta-feira (20/10), os candidatos que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano poderão consultar o cartão de confirmação da inscrição, que contém informações como o local onde ele fará a prova. O acesso ao cartão pode ser feito na Página do Participante e também no aplicativo do Enem para celular.

Para acessar o cartão é preciso fornecer o número do CFP e a senha cadastrada durante a inscrição no Enem. Além do local de prova, o documento também informa o número de inscrição, a data e hora das provas, a opção de língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos ou especializados, caso tenham sido solicitados.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recomenda que, após conhecer o lugar onde fará a prova, os candidatos façam o trajeto antes do dia do Enem e verifiquem a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar, para evitar atrasos no dia da aplicação. Apesar de não ser obrigatório, o Inep sugere que os candidatos levem o cartão de confirmação no dia da prova para para facilitar o acesso às informações de sua inscrição.

O Enem será realizado em dois domingos: em 5 de novembro, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos, redação e ciências humanas e, no dia 12 de novembro será a vez das provas de ciências da natureza e matemática. O exame será aplicado em 1.724 municípios, para 6.731.203 inscritos.


Fonte: Agência Brasil
aulas de cursos técnicos · 19/10/2017 - 07h35

Seduc realiza ação psicossocial com alunas da Penitenciaria


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc), por meio do Programa Mulheres Mil, vem realizando um trabalho psicossocial com as reeducandas da Penitenciária Feminina de Teresina.

Com técnicas de relaxamento, dinâmica individual e em grupo, a psicóloga Amanda Borralho, a Assistente Social, Ana Carolina Damásio e equipe técnica do Programa Mulheres Mil realizaram oficinas onde elas expressaram seus sentimentos através de desenhos, atividades de relaxamento e outras atividades corporais.

Para a psicóloga Amanda Borralho, o trabalho psicossocial é muito importante principalmente para quem vive no sistema prisional. "Tudo pode interferir no aprendizado das alunas, e com as atividades de dinâmicas individual e em grupo fica bem mais fácil para que se tenha bons resultados nas aulas", afirmou.

O trabalho de acompanhamento e monitoramento psicossocial da equipe técnica do Programa acontece durante as aulas dos cursos técnicos que estão sendo executados no local. "Além de estarem sendo preparadas para o mercado de trabalho, elas também estão sendo preparadas para um convívio melhor com a sociedade, onde a autoestima é um dos principais temas que está sendo abordado com as reeducandas", informou a psicóloga Amanda.

O Programa Mulheres Mil está sendo executado pela Seduc, através da Unidade de Educação Técnica e Profissional, em parceria com a Secretaria de Justiça do Estado e está ofertando Cursos Técnicos da Modalidade FIC (Formação Inicial Continuada) para reeducandas da Penitenciária Feminina de Teresina e Parnaíba. São cursos de Microempreendedor, Individual, Técnico em Vendas, Recepcionista e Vendedor, além do Curso Técnico de Monitor de Dependência Química para as Agentes Penitenciárias de Teresina.


Fonte: Governo do Piauí

Compartilhar Tweet 1



Aprender as regras do Novo Acordo Ortográfico pode ser um desafio para quem já saiu da escola e não tem mais contato direto com a gramática. Por isso, o Instituto Legislativo Brasileiro lançou, via plataforma Saberes, o Conhecendo o Novo Acordo Ortográfico – Turma 02 A, que ensina as novas diretrizes da Língua Portuguesa.

Pela plataforma de ensino a distância, qualquer pessoa pode ter acesso às aulas on-line, que são gratuitas.

Além das regras de acentuação, uso do hífen e do trema, o conteúdo, dividido em dois módulos, traz ainda informações sobre o português no mundo e um histórico das mudanças na ortografia. A carga horária é de 20 horas.

O conteúdo é apresentado em vídeos, textos e exercícios, que também podem ser baixados e impressos. Para receber o certificado, o interessado precisa fazer uma prova objetiva. Ao final, quem atingir a nota mínima de 70 pontos recebe o certificado.

A inscrição é feita pela internet. Após o cadastro, um e-mail de confirmação é enviado. A partir daí, o aluno tem acesso ao material do curso por até 60 dias.

A plataforma Saberes foi criada em 2009 para atender à demanda de servidores federais das casas legislativas, mas também é aberta para os demais cidadãos.


Fonte: Portal Brasil
Exame será dias 12 e 13/12 · 18/10/2017 - 15h27

Inscrições no Enem para privados de liberdade terminam nesta sexta (20)


Compartilhar Tweet 1



As inscrições de pessoas privadas de liberdade no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) seguem até esta sexta-feira (20/10). Cabe aos responsáveis pedagógicos de unidades prisionais cadastrar os interessados em realizar as provas. Para esses candidatos, o exame será aplicado nos dias 12 e 13 de dezembro.

Com o resultado do Enem, os responsáveis pedagógicos também devem acessar os resultados obtidos pelos inscritos para pleitear a participação deles no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou em outros programas de acesso ao ensino superior.

Outra incubência dos responsáveis pedagógicos é repassar aos candidatos que cumprem medidas socioeducativas ou prisionais os resultados das provas.


Fonte: Portal Brasil

Compartilhar Tweet 1



A secretária estadual de Educação, Rejane Dias, participou de uma entrevista ao PITV 1ª edição, TV Clube, nesta terça-feira (17/10), e falou sobre a realização da Prova Brasil que acontecerá do dia 23 de outubro até 3 de novembro deste ano. Segundo ela a meta para o Piauí aumentou.

Rejane Dias disse que alunos piauiense estão se preparando para a prova e desta vez a meta passa de 3.2 para 3.6 no ensino médio.

“Nos montamos um plano, chama-se pacto pela educação. Aqui são levadas em consideração as disciplinas que mais pesam na Prova Brasil e para isso nos temos o SAEPI, o nosso sistema de avaliação e mostra que ainda precisamos melhorar no ensino da matemática. Nós estamos fortalecendo com várias ações, incentivamos com o Mais Matemática, melhor didática”, disse a secretária.

O resultado da prova serve para calcular o Ideb,  Índice de Desenvolvimento da Educação Básica no Brasil.

    Reprodução TV Clube

 


Compartilhar Tweet 1



Docentes do Brasil vão contar, a partir de 2018, com o Programa Nacional de Residência Pedagógica, iniciativa anunciada pelo Ministro da Educação, Mendonça Filho, nesse domingo (15/10), data em que se comemora o Dia do Professor. O objetivo da política, de acordo com o ministro, é aperfeiçoar a formação dos educadores. 

“O Ministério da Educação vai lançar, em 2018, o Programa Nacional de Residência Pedagógica para aperfeiçoar a formação dos professores nas escolas, desde a graduação. Vamos investir R$ 2 bilhões na promoção, formação e valorização da profissão docente, entre 2017 e 2018”, garantiu Mendonça Filho. 

Em nota, a pasta informou que a residência deve ser anunciada ainda nesta semana.

Investimentos

Mendonça Filho ressaltou que, mesmo enquanto atravessava grave crise econômica, o Governo do Brasil não reduziu os investimentos na educação pública. Ele citou, como ações do MEC para melhorar a educação no Brasil e a qualidade da profissão docente, a oferta de mais dois milhões de vagas no ensino profissionalizante até 2018, a contratação de mais 3,9 mil profissionais para os hospitais universitários e a ampliação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) com mais 300 mil vagas.

O ministro destacou também a aprovação da reforma do Ensino Médio e da Nova Base Comum Curricular (BNCC), além do investimento de R$ 1,5 bilhão para ampliação da rede de escolas em tempo integral. "Apesar da grave crise econômica, este ano fizemos os repasses integrais para educação básica. Ao mesmo tempo, conseguimos cumprir rigorosamente o cronograma de repasse dos recursos para as universidades e institutos federais”, afirmou.


Fonte: Portal Brasil
Transmissão do conhecimento · 16/10/2017 - 08h06

Novas ferramentas levam o trabalho do professor para além da sala de aula


Compartilhar Tweet 1



Ferramentas para armazenamento de dados, plataformas de pesquisa, aplicativos para conectar professor e aluno, além de cursos a distância, são as possibilidades mais atuais utilizadas no processo de aprendizagem. Neste domingo (15/10), Dia do Professor, conhecer algumas dessas opções é oportunidade para aplicar novos recursos ao método de ensinar.

Para quem ainda aposta em ensino presencial, a tecnologia inova o ambiente da sala de aula e traz novas formas de aprendizado. Dados do Censo da Educação Superior de 2015, o mais recente, mostram que o ensino a distância (EaD) teve expansão de 3,9% nas matrículas em 2015 em relação a 2014. Hoje, professores e instituições têm na tecnologia um aliado para desenvolver métodos e inovar a transmissão do conhecimento.

A plataforma Moodle, por exemplo, utilizada na Universidade de Brasília (UnB), é uma plataforma de código aberto, ou seja, licenciamento livre, para educadores desenvolverem e gerenciarem cursos on-line.

“O professor de ensino superior precisava se dedicar a escolher trechos, indicações de livros, montar pasta, deixar na copiadora da sua faculdade. Hoje, com essa ferramenta, ele pode trabalhar esse conteúdo pelo computador, pela Internet, mantendo um espaço de educação. O professor otimiza o tempo”, comenta o especialista em educação Fernando de Castro.

Em tempos de muitas capacitações sendo ofertadas, tanto na área das ciências e exatas, quanto na área de humanas, aplicativos como o AulaUp surgem como opção para conectar estudantes e professores.

Idealizado como uma plataforma tecnológica para conectar pessoas, o AulaUP reúne alunos que precisam de aulas particulares, com professores que querem oferecer seus serviços e até mesmo instituições com salas disponíveis. O aluno faz o download, preenche as informações solicitadas e escolhe a disciplina desejada. O professor é chamado e logo a necessidade é atendida.

"O formato da sala de aula tradicional como conhecemos tende a cair em desuso, principalmente nos grandes centros urbanos. A educação à distância, a formação online, os aplicativos, são entendidos como a grande chave para atender a demanda de educação, que é cada vez mais crescente”, afirma Fernando de Castro.


Fonte: Portal Brasil
Para o campus de Picos · 13/10/2017 - 09h00

IFPI abre vagas de especialização em Ensino de Física


Compartilhar Tweet 1



O Campus Picos divulga edital com vagas para curso de especialização em Ensino de Física.

As inscrições devem acontecer de forma presencial, no período de 16 a 20 de outubro, no horário das 14h às 18h na Coordenação do Curso de Especialização em Ensino de Física.

ACESSE AQUI O EDITAL

Provas dias 5 e 12 de novembro · 12/10/2017 - 09h18

Cartão de confirmação do Enem será liberado em 20 de outubro


Compartilhar Tweet 1



A partir de 20 de outubro, os cartões de confirmação das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estarão disponíveis na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), na internet. Mais de 6,7 milhões de candidatos farão as provas, marcadas para os dias 5 e 12 de novembro.

Para conferir o documento, os inscritos devem acessar a Página do Participante, com o número do CPF e a senha de cadastro. Quem perdeu a palavra-chave, deve seguir o passo a passo para recuperá-la. Para tanto, vai precisar fornecer o e-mail cadastrado para o qual será enviada a nova senha.

Contudo, se o participante não tiver mais acesso, ou não lembrar o e-mail cadastrado, é possível receber a senha temporária por mensagem de celular.

Mas se o candidato não lembrar mais a senha, o e-mail ou o número de telefone, será necessário alterar os dados cadastrados na página do Enem para receber a senha em outros contatos.

Com o cartão, o candidato tem acesso a informações como o número de inscrição, a data das provas, o local onde será realizada e os horários (abertura dos portões às 12h, fechamento às 13h e início dos testes às 13h30, todos tendo como referência o horário de Brasília). Nele também é informado se o estudante pediu atendimento especializado ou específico e a opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

(Com informações do Portal Brasil)

O Piauí conta com 56 polos · 10/10/2017 - 17h22

Prova Brasil será aplicada em 6.500 turmas da rede estadual


Compartilhar Tweet 1



A Prova Brasil é uma avaliação da educação básica que acontece a cada dois anos e mensura os conhecimentos dos alunos em matemática e língua portuguesa. O resultado do desempenho é um dos elementos que compõem o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), calculado por escola. Este ano a aplicação da Prova acontece entre os dias 23 de outubro e três de novembro em todo o país.

 

O Piauí conta com 56 polos de coordenação da Prova que aplicarão o exame para 6.500 turmas do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e do Ensino Médio (3º ano), que participará pela primeira vez da avaliação este ano.

 

A Secretária de Estado da Educação, Rejane Dias ressalta que ao longo de toda a gestão foram implementadas ações voltadas para a melhoria desses índices educacionais, como a execução do Programa Pacto pela Aprendizagem, onde foram ampliadas as atividades escolares nas disciplinas de matemática e língua portuguesa. Além disso, a Seduc vem mobilizando toda a equipe escolar para incentivar a participação dos alunos na avaliação.

 

"É importante a participação dos alunos na Prova Brasil, pois a partir dos resultados teremos a real avaliação do trabalho desenvolvido nas escolas e assim poderemos verificar o nível de aprendizado dos alunos e consequentemente preparar políticas e estratégias educacionais mais especificas", disse.

 

De acordo com o Superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera, toda a rede estadual de educação já está mobilizada para a realização da Prova Brasil. "A escola pode ficar tranqüila, pois a aplicação da Prova acontecerá no horário normal das aulas. O coordenador regional entrará em contato com a gestão escolar para agendar a data da aplicação do exame entre os dias 23 de outubro e três de novembro", explicou.

 

Além dos alunos, os diretores das escolas e os professores das disciplinas de matemática e língua portuguesa também responderão um questionário e serão avaliados pela Prova Brasil.


Fonte: Com informações da Ascom/Seduc
Um para cada 100 participantes · 10/10/2017 - 17h01

Enem terá detectores de metal em todos os banheiros


Compartilhar Tweet 1



O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano terá disponíveis 67 mil detectores de metal, um para cada 100 participantes. Em 2016, a relação era de um detector para 110 participantes. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), esse número garante a vistoria dos participantes na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação.

A medida visa garantir que os candidatos não utilizem equipamentos eletrônicos nos banheiros. Até 2015, os detectores eram usados nos banheiros de forma aleatória, mas desde 2016 passaram a ser usados em todos os banheiros. Os equipamentos também serão usados em outros locais considerados necessários.

As provas do Enem acontecem nos dias 5 e 12 de novembro.

Aluguel

Saiba Mais

Mais de 300 pessoas vão fazer o Enem usando nome social neste ano

Do total de detectores de metal que serão usados nesta edição, 35 mil serão alugados, por R$ 20 cada, o que representará um custo total de R$ 700 mil. Outros 32 mil serão fornecidos pelo consórcio aplicador de 2017, formado pela Fundação Cesgranrio, Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp) e Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Segundo o Inep, o gasto com os alugueis não aumentará o custo final do exame porque o valor já estava previsto no orçamento da segurança. O consórcio aplicador, com apoio do Exército Brasileiro, já iniciou a verificação dos aparelhos alugados, e o trabalho deve ser encerrado até sexta-feira (13).

Segurança

Outras estratégias de segurança que serão adotadas pelo Inep no Enem deste ano são o uso de detectores de ponto eletrônico em todas as unidades da federação. Os novos aparelhos serão distribuídos em locais estratégicos, selecionados pela Polícia Federal a partir de um trabalho de inteligência que vem sendo preparado desde a aplicação do Enem 2016, a partir de informações do Inep e do Ministério da Educação (MEC).

Também será usada a prova personalizada, com os Cadernos de Questões identificados com nome e número de inscrição do participante. Para o Inep, o recurso inibe significativamente as tentativas de fraudes, pois os o participante não tem a opção de “mentir” sobre a cor da sua prova, uma vez que seu Cartão Resposta está vinculado ao Caderno de Questão personalizado.

Outras medidas consolidadas em outras edições serão mantidas, como a coleta do dado biométrico, lançada em 2016.

O número de participantes do Enem neste ano (6,7 milhões) é 22% menor que o do ano passado (8,6 milhões). Segundo o Inep, a diferença é porque o Enem não poderá mais ser usado para a certificação do Ensino Médio, que voltou a ser concedida por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

(Com informações da Agência Brasil)

Nos dias 5 e 12 de novembro · 10/10/2017 - 08h36

Mais de 300 pessoas vão fazer o Enem usando nome social neste ano


Compartilhar Tweet 1



Nos dias 5 e 12 de novembro, 303 pessoas vão usar o nome social para realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O atendimento é destinado a participantes transexuais e travestis – pessoas que se identificam e querem ser reconhecidas socialmente em consonância com sua identidade de gênero.

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o estado com maior número de participantes que vão usar o nome social é São Paulo, com 72 pessoas. Em seguida aparece Minas Gerais, com 41 candidatos e Rio de Janeiro e Bahia, com 31 pessoas cada.

No dia do exame, os participantes que fizeram essa opção deverão ser tratados pelo nome com o qual se identificam e não pelo que consta no documento de identidade.

O número de participantes que vão usar o nome social no Enem é menor que o do ano passado (407). O atendimento pelo nome social no Enem começou em 2014, quando 102 pessoas usaram o nome social durante a aplicação da prova. Em 2015 esse número passou para 278 e, em 2016, para 407.

No entanto, o número geral de participantes do exame também caiu: de 8,6 milhões em 2016 para 6,7 milhões em 2017. Segundo o Inep, a queda no número de inscritos pode ser explicada pelo número de estudantes que deixarão de fazer o exame para obter a certificação do ensino médio, que a partir deste ano deverá ser feita por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Neste ano, as provas do Enem serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro. O resultado poderá ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter crédito pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

(Com informações da Agência Brasil)

Para níveis médio e superior · 07/10/2017 - 12h21

Novo Processo Seletivo com 140 vagas é aberto pela SEDUC do Piauí


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) do Piauí recebe entre os dias 09 a 13 de outubro de 2017 as inscrições para um novo Processo Seletivo de nível médio e superior que contempla o Projovem Urbano com vagas temporárias.

Há 140 oportunidades no cargo de Educador de Formação Básica de várias áreas, cuja atuação deve ocorrer em jornada de 20 ou 30 horas semanais com salários que variam entre R$ 1.120,00 a R$ 1.600,00.

As inscrições têm custo de R$ 30,00 e podem ser realizadas por meio do endereço eletrônico www.seduc.pi.gov.br no período mencionado acima.

Esta seleção será por meio de Análise Curricular, prevista para ocorrer entre os dias 16 a 25 de outubro de 2017 e tem validade de nove meses, podendo ser prorrogado por igual período.

As oportunidades estão distribuídas nos municípios de Parnaíba, Buriti dos Lopes, Cocal dos Alves, Batalha, Esperantina, São João do Piauí, Simplicio Mendes, Picos, São Raimundo Nonato, Anísio de Abreu, Canto do Buriti, Teresina Prisional, União, Nazaria, Miguel Alves, Castelo do Piauí, Uruçuí, Bertolínea, Floriano e Curimatá, conforme o edital de abertura.

Podem se inscrever profissionais das seguintes áreas: Arco Ocupacional (4); Arco Ocupacional: Administração (5), Alimentação (3), Saúde (4), Telemática (2) e Turismo e Hospitalidade (2), além de Ciências da Natureza - Ciências/ Química/ Física/ Biologia (20); Ciências Humanas - História/ Geografia (20); Educador da Participação Cidadã (20); Educador do Acolhimento de Crianças; Educador em Formação Básica - Áreas Específicas; Educador em Qualidade Profissional; Língua Inglesa (20); Língua Portuguesa (20); Matemática (20) e Tradutor e Intérprete de Libras.

ACESSE AQUI O EDITAL


Fonte: Com informações do PCI Concursos
O prazo não será prorrogado · 06/10/2017 - 12h45

Prazo para atualizar dados do Censo Escolar termina na quarta-feira (11)


Compartilhar Tweet 1



O Sistema Educacenso está aberto até a próxima quarta-feira (11/10) para escolas que declararam dados incompletos ou que necessitam corrigir informações repassadas para o Censo Escolar 2017. O prazo não será prorrogado.

A cada ano, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) dá 30 dias de prazo para as escolas fazerem retificação, inclusão ou correção de informações referentes aos dados declarados.

O levantamento tem caráter declaratório e é dividida em duas etapas. A primeira consiste no preenchimento da Matrícula Inicial, quando ocorre a coleta de informações sobre os estabelecimentos de ensino, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula. A segunda etapa ocorre com o preenchimento de informações sobre a Situação do Aluno, e considera os dados sobre o movimento e rendimento escolar dos alunos, ao final do ano letivo.

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica. As matrículas e dados escolares declarados servem de base para possíveis repasses de recursos e para planejamento de avaliações realizadas pelo Inep.


Fonte: Portal Brasil
Esse ano são 422 escolas · 05/10/2017 - 20h14

Seduc anuncia resultado estadual do Prêmio Gestão Escolar 2017


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) anuncia o resultado da seleção estadual do Prêmio Gestão Escolar 2017. Esse ano, 422 escolas das redes estaduais e municipais se inscreveram. O Piauí com 13% de participação ficou em 6º lugar a nível Nacional, 3º lugar na Região Nordeste e o 2º Estado no Brasil em número de escolas inscritas.

 

Foram selecionadas a nível estadual as seguintes escolas:

1º lugar: U. E. MONSENHOR RAIMUNDO NONATO MELO (20ª GRE) – Teresina.

2º lugar: CETI JOSÉ ALVES BEZERRA (9ª GRE) – Monsenhor Hipólito.

3º lugar: U. E. PROFESSOR UBIRACI CARVALHO (5ª GRE) – São João da Serra.

 

A escola que conquistou a primeira colocação concorrerá ao Prêmio Gestão Escolar Referência Nacional.

 

As três Gerências Regionais melhores classificadas conforme a Instrução Normativa nº 002 de 26 de julho de 2017 que disciplinou o processo de seleção a nível estadual, são:

 

1º lugar:  20ª GRE – com 31 inscrições: 26 inscrições estaduais e 5 municipais

2º lugar: 19ª GRE – com 47 inscrições: 43 estaduais e 4 municipais

3º lugar: 4ª GRE – com 44 inscrições: 40 estaduais e 4 municipais

Investimento na educação · 05/10/2017 - 14h20

MEC libera R$ 1,2 bi para universidades e institutos federais no país


Compartilhar Tweet 1



O Ministério da Educação (MEC) autorizou nesta quinta-feira (05/10) a liberação de R$ 1,2 bilhão para universidades e institutos federais em todo o país, com aumento de 5 pontos percentuais no limite de empenho do Orçamento para custeio e de 10 pontos percentuais para investimento. Dessa forma, o limite para empenho liberado de custeio aumenta de 80% para 85% e de investimento passa de 50% para 60%

As universidades federais receberão R$ 925,12 milhões, dos quais R$ 413,32 milhões são de recursos financeiros discricionários e R$ 511,8 milhões, referentes a um orçamento extra, sendo R$ 397,6 milhões para custeio e R$ 114,2 milhões para investimento.

Já os institutos federais serão contemplados com R$ 366,3 milhões, dos quais R$ 164,2 milhões de recursos financeiros discricionários e R$ 202,1 milhões a mais de limite para empenho. Para a assistência estudantil, o MEC liberouR$ 275,1 milhões de limite para empenho – R$ 190,2 milhões para as universidades e R$ 84,9 mi para os institutos. O valor corresponde à liberação de 100% do limite para empenho e assistência estudantil.

Desde o início do ano, o MEC repassou R$ 5,8 bilhões em recursos financeiros e R$ 7,8 bilhões de limite para empenho, ambos discricionários, para as instituições federais vinculadas à pasta. O MEC também já liberou para as universidades e institutos federais R$ 43,51 bilhões para o custeio da folha de pagamento de pessoal.


Fonte: Agência Brasil
Serão quatro horas de aula · 05/10/2017 - 13h59

Seduc realiza revisão Pré Enem em Picos e Paulistana


Compartilhar Tweet 1



No próximo sábado (7), a 9ª Gerencia Regional de Educação realizará a décima quinta revisão do Pré-Enem Seduc. A ação é realizada pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc). As aulas serão realizadas no Centro de Eventos da Assembleia de Deus (CEAD), localizado na rua Projetada 338, Nº 1.297, Bairro Catavento, em Picos, no horário das 7h30 às 13h30.

Os alunos assistirão a quatro horas de aulas das seis disciplinas: Química com o professor Feijão, Redação com professor Rufino, Biologia com professor Tércio, Matemática Física com o professor Edilson e Linguagens com a professora Hildalene.

Os participantes terão acesso ao material didático e lanche gratuito durante a revisão, além de entrada gratuita. As revisões contarão com o suporte do Canal Educação e de equipes da Secretaria Municipal de Saúde e Polícia Militar que ficarão de plantão durante todo o encontro. São esperados em torno de um mil alunos, oriundos do ensino médio das escolas públicas, estudantes egressos, alunos da rede particular e instituto federal dos 22 municípios jurisdicionados da região de Picos.

Revisão em Paulistana
A revisão do Pré-Enem Seduc será realizada no próximo domingo (8) no município de Paulistana, desta vez a revisão acontecerá na quadra poliesportiva do CETI Lucinete Santana e serão esperados um mil alunos dentre os 10 municípios jurisdicionados a Gerência Regional de Educação. Para a revisão no município a Seduc irá disponibilizar a mesma estrutura presente nas aulas anteriores.

"Além da capital, a Seduc realiza a ação voltada ao atendimento às 21 GREs. Hoje podemos dizer que o Pré Enem Seduc e o Canal Educação estão presentes nos 224 municípios, e todas as gerencias foram contempladas com revisões de auditório. Isso mostra que estamos realmente realizando a descentralização da educação e quem ganha com isso é o nosso aluno por estar cada vez mais preparado", finalizou Laiane Cunha, supervisora do Canal Educação.

Além das aulas no final de semana a Seduc vêm ofertando desde o final do mês abril a preparação dos alunos com 15 horas no sábado e domingo, voltado ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em 2017, foram mais de 160 mil alunos inscritos para realizar a prova do exame. A Seduc disponibiliza além das revisões o aplicativo do Canal Educação para telefone móvel.

A finalização das ações do Pré Enem Seduc irá ser realizada na data 1º de novembro com a mega revisão Corujão da Vitória que acontecerá no Theresina Hall, sendo esperado mais de 5 mil alunos.


Fonte: Com informações da CCOM

Compartilhar Tweet 1



A capacitação a distância para aplicar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é obrigatória para servidores públicos e professores da rede pública aptos a atuar na Rede Nacional de Certificadores (RNC). Responsável pelo exame, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) preparou o curso. As turmas da 3ª edição serão reabertas na próxima segunda-feira (09/10).

Ao todo, 74.190 servidores e professores se inscreveram para atuar na RNC. Desses, 60.770 foram considerados aptos a fazer o curso. Para trabalhar na aplicação do Enem, nos dias 5 e 12 de novembro, eles precisam obter 70% de aproveitamento no curso.

Conforme a necessidade do Inep, a atuação da RNC é definida. Esperam-se ter 98,5% das coordenações de local de prova com certificadores. Eles representam o órgão nos locais de aplicação de provas, e são responsáveis por conferir e certificar vários procedimentos do exame. Ao final de cada dia, um relatório geral de avaliação da aplicação é apresentado por meio de um aplicativo de celular, ou pelo sistema da RNC.


Fonte: Portal Brasil
Veja como participar · 04/10/2017 - 11h25

Estudantes podem participar da Olimpíada de Matemática Brics


Compartilhar Tweet 1



Estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental podem participar da Olimpíada de Matemática Brics, que vai ocorrer entre os dias 16 de outubro e 15 de novembro. A competição reunirá meninas e meninos dos países do Brics – Brasil, Índia, Rússia, China e África do Sul –, com o objetivo de popularizar a matemática, desenvolver o interesse pela disciplina e promover a união de crianças de diferentes partes do planeta.

A participação na olimpíada é gratuita e as tarefas são on-line. Para realizá-las, pode-se optar por uma das 15 línguas na página eletrônica da competição: inglês, russo, português, hindu, chinês e todos os idiomas oficiais da África do Sul. Os exercícios interativos são realizados em formato de jogos, que visam desenvolver o raciocínio criativo sem exigir um profundo conhecimento do currículo escolar. O formato permite que a criança teste seus conhecimentos independentemente de seu nível escolar, social ou localização geográfica.

Para participar, os professores devem inscrever os estudantes na página da olimpíada e ter um computador ou qualquer dispositivo com acesso à internet e um navegador atualizado. Mais de 1 milhão de alunos já estão inscritos.

Etapas – A competição ocorre em duas etapas: navegação de teste (16 a 31 de outubro) e navegação básica (1º a 15 de novembro). A primeira dará oportunidade ao aluno de se motivar e conhecer o sistema. Os resultados dessa etapa não influenciam na próxima.

Já na segunda etapa, o aluno terá uma hora para resolver os exercícios em qualquer dia do período de sua participação. Todos os estudantes e professores receberão certificados.

Para fazer o cadastro ou saber mais informações, basta acessar a página eletrônica da Olimpíada.


Fonte: Com informações do Ministério da Educação
Segunda etapa do processo · 02/10/2017 - 14h01

UAPI prorroga prazo para matrículas presenciais nos 60 polos


Compartilhar Tweet 1



A Universidade Aberta do Piauí (UAPI) prorrogou até a próxima sexta-feira (06/10) o prazo para a entrega de documentação nos polos pelos candidatos aprovados para o curso de bacharelado em Administração. Esta é a segunda etapa do processo de matrícula para ingresso no programa.

Os alunos devem entregar ao coordenador do polo UAPI do município para o qual foi aprovado as cópias dos seguintes documentos com seus respectivos originais para conferência:

a) Cédula de identidade;

b)Cadastro de Pessoa Física – CPF;

c) Certificado de Conclusão e Histórico Escolar do Ensino Médio ou equivalente, autenticado pela Secretaria de Educação;

d) Declaração de que não esteja matriculado em qualquer Instituição de Ensino Superior, de acordo com a Lei nº 12.089, de 11 de novembro de 2009 – Anexo 7 do edital (para todos os candidatos);

e) Comprovante de Quitação com o Serviço Militar, para candidatos do sexo masculino maiores de 18 anos;

f) Comprovante de quitação junto à justiça eleitoral.

Conforme explicitado no edital, a matrícula não será, em nenhuma hipótese, realizada sem a apresentação dos documentos exigidos e o candidato que, por algum motivo, estiver impedido de comparecer ao polo para efetuar a matrícula, poderá fazê-la por terceiro com uma procuração e documentação do aluno aprovado.


Fonte: Portal do Governo do Piauí
Acontece neste sábado, 30 · 28/09/2017 - 16h21

Seduc realiza revisão gratuita para o Enem em cidade do PI


Compartilhar Tweet 1



Para motivar, repassar conteúdos das disciplinas e orientar os alunos sobre as provas, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza, neste sábado (30), em Fronteiras, mais uma revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O evento será realizado no ginásio poliesportivo da cidade, a partir das 7h30.

A ação faz parte do Pré-Enem Seduc, programa lançado em abril de 2016 pela secretaria, com o objetivo de promover alternativas, além do Ensino Médio Regular, para reforçar o conteúdo educacional aos alunos das escolas públicas estaduais que irão prestar o exame. 

Durante as quatro horas de aula, os alunos acompanharão os conteúdos das disciplinas de Química, com o professor José Carlos Feijão; Física, com o professor Francelli Queiroz; Matemática, com Fabiano Macedo; Linguagens, com Hildalene Pinheiro; Biologia, com Técio Câmara; e Redação, com o professor Francisco Rufino. Além da entrada gratuita, os estudantes terão acesso a material didático e lanche durante as aulas.  

No domingo (24), a secretaria realizou a sexta edição do Pré-Enem Seduc em Teresina, precedendo a grande previsão preparada para o dia 1º de novembro, o "Corujão da Vitória", revisando todas as matérias na reta final. O Pré-Enem Seduc ainda será realizado nos municípios de Paulistana, Picos, Uruçuí e União.


Fonte: Com informações da CCOM
Aulas iniciam em 24 de outubro · 28/09/2017 - 15h25

Curso a distância de Libras aceita inscrições até 20 de outubro


Compartilhar Tweet 1



As inscrições para curso gratuito a distância de introdução à Língua Brasileira de Sinais (Libras) estão abertas até o dia 20 de outubro, no portal da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), a servidores públicos e aos cidadãos em geral. As aulas vão ocorrer de 24 de outubro a 4 de dezembro.

O curso terá módulos com leitura do conteúdo on-line, leitura de material de apoio e exercícios de avaliação. Ele deverá ser feito de maneira independente, ou seja: os alunos não contarão com tutores para tirar dúvidas de conteúdo nem com a interação com outros participantes por meio de salas de bate-papo (chats) ou fóruns de discussão.

Serão ensinados os elementos da Libras, como: alfabeto manual e expressão facial, fontes para pesquisas sobre surdez, compreensão de ideias veiculadas em Libras e os usos na vida prática, além de conhecimento das necessidades das pessoas surdas e as especificidades da cultura surda.


Fonte: Portal Brasil
Provas virão identificadas · 27/09/2017 - 15h32

Enem terá detectores de ponto eletrônico para evitar fraudes


Compartilhar Tweet 1



O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou nesta quarta-feira (27/09) que serão usados detectores de aparelhos de ponto eletrônico de ouvido durante a aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano. Os sistemas antifraude serão usados de forma experimental em alguns locais de prova com equipamentos cedidos grupo Berkana.

“A gente sabe que, infelizmente, um dos métodos mais utilizados em concursos públicos e na aplicação do Enem é o de pontos eletrônicos. Se a gente tem hoje um equipamento que pode detectar o uso desse tipo de equipamento, a gente vai inibir e, evidentemente, combater esse tipo de fraude”, disse o ministro durante o Encontro Nacional para Alinhamento Operacional do Enem realizado no 4º Batalhão de Infantaria Leve do Exército Brasileiro, em Osasco (Grande São Paulo).

O sistema encontra os aparelhos de transmissão pelo sinal de rede móvel de banda larga, por radiofrequência de wi-fi e bluetooth.

Segundo Mendonça, a partir dos resultados na aplicação das provas neste ano, o uso poderá ser expandido nas próximas edições do exame. “À medida que a aplicação desse tipo de equipamento for validada a partir dessa experiência do Enem 2017, a gente vai aumentar a amplitude”, ressaltou.

Além dos detectores, também será feita a partir deste ano, como medida de segurança, a identificação individual nominal de cada prova. “o rigor em termos de segurança se amplia cada vez mais, inclusive com a identificação individual de cada prova”, acrescentou o ministro. Parte dos locais de avaliação já conta com detectores de metais.

Dois domingos

Pela primeira vez, o Enem será aplicado em dois fins de semana, sendo dois domingos seguidos. A mudança busca, segundo Mendonça, não só dar mais conforto aos estudantes de maneira geral, como enquadrar melhor os candidatos que por razões religiosas não fazem atividades durante o dia aos sábados.

Este ano, o Enem será aplicado em 1.724 municípios, para 6.731.203 inscritos. As provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. A previsão orçamentária é de que a aplicação das provas custe cerca de R$ 90 por candidato.


Fonte: Agência Brasil