Compartilhar Tweet 1



O nome da prefeita de Bom Jardim, Lidiane Rocha (PP), no interior do Maranhão, foi incluído no Sistema de Nacional de Procurados e Impedidos (Sinpi) da Polícia Federal. Suspeita de desvios de verbas de merenda escolar e fraude em licitação, com prejuízos de até 15 milhões de reais, Lidiane Rocha está foragida há duas semanas. A Justiça Federal já decretou sua prisão preventiva.

No cadastro de procurados e impedidos estão os nomes de todos os que não podem deixar o Brasil, por problemas com a Justiça, e de estrangeiros impedidos de entrar no país. O sistema é consultado por agentes em aeroportos, portos e postos de fronteira.
Vaidosa, Lidiane Rocha, de 25 anos.

Leia a matéria completa aqui.

(Redação Teresina)


Compartilhar Tweet 1



A vice-prefeita, Malrinete Gralhada (PMDB), tomou posse do cargo de prefeita, na sexta-feira (28/08), no Fórum de Bom Jardim (MA), pelo juiz titular da 2ª Vara da Comarca Cristóvão Sousa Barros. A cidade estava sem gestor desde que a prefeita Lidiane Leite da Silva, de 25 anos, fugiu após ter a prisão decretada pela 'Operação Éden', da Polícia Federal.

A posse deveria ter sido realizada pela Câmara de Vereadores, mas o presidente da casa não estava na cidade. A justiça já havia concedido mandado de segurança determinando que a vice assumisse imediatamente a prefeitura, na quinta-feira (27/08).

Havia anunciado ia para o PP · 01/09/2015 às 11h24

Investigada pela PF, prefeita de Bom Jardim agora está sem partido


Compartilhar Tweet 1



A prefeita de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite da Silva, de 25 anos, agora está sem partido. É que tanto o Partido Republicano Brasileiro (PRB), pelo qual ela se candidatou e se elegeu prefeita em 2012, quanto o Partido Progressista (PP), ao qual anunciou filiação em julho deste ano, negaram a filiação da gestora municipal.

De acordo com o sistema "FiliaWEB", do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lidiane Leite se filiou ao PRB em 6 de outubro de 2011, um ano antes das eleições municipais.

"Lidiane Leite se elegeu pelo PRB, mas por definição da composição da Executiva Municipal, tendo o vereador Sinego (Manoel da Conceição Ferreira Filho) como presidente da legenda, ela deixou o PRB e filiou-se ao PP", disse o deputado federal e presidente do PRB no Maranhão, Cleber Verde.

Ainda encontra-se foragida · 01/09/2015 às 11h17

Advogado de defesa diz que prefeita fugiu 'num momento de pânico'


Compartilhar Tweet 1



O advogado Carlos Sérgio de Carvalho, que assumiu nesta segunda-feira (24) a defesa da prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite (PRB), disse, em entrevista, que a prefeita fugiu num momento de pânico e que pode se apresentar espontaneamente a qualquer momento à Polícia Federal.

A gestora municipal está foragida desde a última quinta-feira (20) quando foi decretada a sua prisão por suspeitas de fraudes em licitações, desvio de dinheiro da merenda escolar e transferências bancárias irregulares.

Segundo o advogado, a decisão de se esconder da polícia não foi premeditada e a prefeita estaria assustada com a repercussão do caso. “Ela é uma jovem de 25 anos e se escondeu em um momento de pânico, sequer sabia exatamente o que estava acontecendo. Teve sorte de não ser localizada até agora”, disse.

Polícia ainda não a encontrou · 01/09/2015 às 11h12

PF vai tratar como parte da quadrilha quem ajudar prefeita de Bom Jardim-MA


Compartilhar Tweet 1



Sem pistas da prefeita de Bom Jardim (MA), Lidiane Leite (PP), de 25 anos – suspeita de desviar dinheiro público da educação no município de 39.049 habitantes localizado a a 275 km de distância da capital maranhense, São Luís –, a Polícia Federal (PF) lançou um alerta nesse fim de semana: quem estiver ajudando a prefeita a se esconder, vai ser tratado como integrante de organização criminosa.

“Pelo tempo que ela está foragida, é possível que algumas pessoas estejam ajudando e elas serão incluídas na investigação. A população tem ajudado passando informações para que a gente desmonte esse quebra-cabeça, mas acreditamos que, ainda esta semana, a gente consiga prendê-la”, diz o superintendente da PF no Maranhão, Alexandre Saraiva.

Ex-secretários foram detidos · 01/09/2015 às 11h04

PF segue sem pistas da prefeita da cidade de Bom Jardim no Maranhão


Compartilhar Tweet 1



A prefeita da cidade Lidiane Leite (PP), de 25 anos, segue foragida. A investigação da Operação Éden foi iniciada após denúncia do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e Ministério Público Federal (MPF). Na quinta-feira (20/08), foram presos o ex-secretário de Agricultura, "Antônio Cesarino", e de Assuntos Políticos, conhecido como Beto Rocha, ex-namorado da prefeita.

Com o sumiço da prefeita, moradores da cidade estão sem saber quem está no comando do município. Na cidade, o clima é de incerteza. Vereadores estão impedidos de realizar votação para afastar a prefeita do comando da cidade por causa de uma medida cautelar obtida por Lidiane na Justiça. Ela já havia sido afastada três vezes do cargo.


Compartilhar Tweet 1



Caso das escolas precárias em Bom Jardim, cidade do Maranhão: a Polícia Federal prendeu dois ex-secretários suspeitos de desviar R$ 15 milhões, dinheiro que deveria ser usado para reformar as escolas e para dar comida para as crianças. A prefeita de Bom Jardim, Lidiane Leite, está foragida. Lembra dela? O Bom Dia Brasil a mostrou ostentando luxo. A reportagem é de Alex Barbosa e da TV Mirante, afiliada da Rede Globo no Maranhão.

Os três são suspeitos de desviar dinheiro público, principalmente da Educação, uma das maiores carências de Bom Jardim, município com 40 mil habitantes, a 270 quilômetros de São Luís. Eles vinham sendo investigados há dois anos pela Polícia Federal e ministérios públicos Estadual e Federal.

Atos de improbidade · 21/11/2014 às 16h41

MPMA pede afastamento de prefeita por atos de improbidade


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Maranhão (MPMA), por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Jardim, ajuizou, no dia 20 de novembro, Ação Civil Pública (ACP) requerendo, em pedido liminar, o afastamento da prefeita do município, Lidiane Leite da Silva, por atos de improbidade administrativa.

A ação, movida pela promotora de justiça Karina Freitas Chaves, é justificada pelo descumprimento de decisão liminar, que determinou que o município de Bom Jardim providenciasse a regularização da oferta da educação infantil e do ensino fundamental na rede pública.

Improbidade administrativa · 20/11/2014 às 13h28

MPMA aciona prefeita por improbidade administrativa


Compartilhar Tweet 1



A Promotoria de Justiça de Bom Jardim ingressou, nesta quarta-feira, 19, com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra a prefeita Lidiane Leite da Silva. A ação foi motivada pela redução injustificada dos vencimentos dos professores da rede municipal no mês de outubro.

No último dia 13, a promotora Karina Freitas Chaves recebeu um ofício do Sindicato dos Profissionais do Magistério do Ensino Público Municipal de Bom Jardim, informando que a administração municipal havia suprimido valores dos vencimentos dos professores. O corte de salários não teve qualquer justificativa.

Permanência de servidores · 29/10/2014 às 15h30

TJMA determina a permanência de servidores nomeados de Bom Jardim


Compartilhar Tweet 1



Em decisão unânime, a 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJMA) determinou a permanência dos candidatos aprovados e nomeados pelo concurso público promovido pelo Município de Bom Jardim, em 2011, conforme Edital nº 001/11, nos seus respectivos cargos. A determinação do colegiado proibiu novas convocações de candidatos excedentes.

Em Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa contra o ex-prefeito, Antonio Roque Portela de Araújo, e a empresa organizadora do certame – Apoio Consultoria Treinamento e Projetos Ltda – o município de Bom Jardim entrou com pedido de liminar para anular o concurso público, cujo edital previa o provimento de 419 vagas em diversos cargos.

Palestra · 11/08/2014 às 15h24

MPMA realiza palestra sobre educação


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Maranhão realizou, na última sexta-feira, 8, no salão do Tribunal do Júri de Bom Jardim, uma palestra sobre aspectos da educação no município. A iniciativa é da Promotoria de Justiça da Comarca, que tem como titular a promotora de justiça Karina Freitas Chaves.

Um dos palestrantes do evento foi Roberto Mauro Gurgel, professor aposentado da Universidade Federal do Maranhão, membro do Conselho Estadual da Educação e vice-presidente da Organização Mundial da Educação Pré-Escolar. O professor discorreu sobre os Planos Nacional e Estadual de Educação. A ideia foi apresentá-los para que sirvam de referência para a elaboração do Plano Municipal de Educação.


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público do Maranhão realizou, na manhã desta quinta-feira, 26, uma audiência pública na qual foi discutido o fornecimento de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes em Bom Jardim. Durante a reunião, realizada no Fórum da comarca, foi assinado um Termo de Ajustamento de Conduta entre o MPMA e 18 proprietários de bares.

A audiência foi conduzida pela promotora de justiça Karina Freitas Chaves e contou com a presença do defensor público Francisco Hélio Porto Carvalho, do tenente da Polícia Militar Thiago Pinto Brito e do representante do Conselho Tutelar de Bom Jardim, Raimundo Nonato Morais, além dos proprietários de diversos estabelecimentos comerciais.

Em entrevista concedida na tarde de sexta-feira (06), a uma rádio local, o advogado, ex-superintendente do INSS e ex-deputado federal Paulo Marinho, comentou o crime fiscal que vem sendo praticado no legislativo de Bom Jardim no comando do presidente Ver. Silvano Andrade (PSB).

A entrevista falando sobre o não recolhimento do INSS dos vereadores de Bom Jardim foi concedida após vereadores procurarem o advogado para obter orientações sobre como agir.

"Ao não recolher a contribuição previdenciária da câmara e dos vereadores por conseqüência, todos o vereadores, incorre em um crime, crime federal. Isso é grave. Um crime capitulado como apropriação indébita que gera cadeia e perda de direitos políticos."

http://www.informedovale.com.br/2014/06/desorganizacao-da-camara-de-bom-jardim.html

Na Assembleia Legislativa · 24/04/2014 às 19h42

Deputado diz que vai recorrer ao TJ contra a cassação de Malrinete


Compartilhar Tweet 1



O deputado Manoel Ribeiro (PTB) afirmou na sessão desta quinta-feira (24), que os vereadores e a população de Bom Jardim estão revoltados com a cassação da prefeita Malrinete Gralhada. Ela, que é vice-prefeita, assumiu o posto após o afastamento da então prefeita Lidiane Rocha que foi acusada pela Câmara Municipal de ter cometido improbidade administrativa.

“A Câmara Municipal - ao tomar conhecimento dos desmandos que tem naquela cidade - resolveu afastar a prefeita por improbidade administrativa. No entanto, fui informado que uma juíza cassou a prefeita empossada. Mas já mandei buscar o documento e vamos dar entrada com o Mandado de Segurança no Tribunal de Justiça para corrigir essa distorção. Eu não acredito que o tribunal vá concordar com aquelas falcatruas”, disse Manoel Ribeiro.


Compartilhar Tweet 1



O Ministério Público firmou acordo em juízo com o Estado do Maranhão nesta quarta, 2, para a construção da cadeia pública no Município de Bom Jardim no prazo de um ano. O documento foi assinado pela promotora Karina Freitas Chaves e pelo procurador do estado Francisco Jomar Câmara. Em caso de descumprimento do acordo, o Estado fica sujeito a pagar multa de R$5.000 reais por dia.

Ainda no ano passado, o MPMA interpôs Ação Civil Pública pleiteando a interdição e a reforma da cadeia do município e a transferência dos presos. Em vistorias ao presídio desde 2012, o MPMA encontrou uma série de problemas, dentre eles a falta de segurança, a ausência de carcereiros (função que vinha sendo exercida por policiais civis), problemas estruturais no prédio e a insalubridade do ambiente.


Compartilhar Tweet 1



Uma parceira firmada entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e a Prefeitura Municipal de Bom Jardim vai garantir a construção de um novo prédio para a Delegacia da Polícia Civil naquela cidade. O acordo foi acertado durante Audiência Pública realizada, neste domingo (30), na Câmara Municipal, com a presença de autoridades policiais, de gestores municipais e da comunidade em geral.

“Nosso propósito é dotar o aparato de segurança daquele município com uma estrutura melhor para desempenhar suas funções, e com o ingresso de novos profissionais, entre eles, mais um investigador de polícia e dois escrivães, teremos condições de oferecer um atendimento adequado aos nossos cidadãos”, afirmou o secretário de Segurança, Aluisio Mendes.


Compartilhar Tweet 1



Estão abertas na Comarca de Bom Jardim as inscrições para seleção de assessor jurídico da unidade. O candidato deve ter aprovação na OAB. Iniciado na última sexta-feira (28), o período de inscrições tem encerramento previsto para o próximo dia 21 de março. As informações são do titular da comarca, juiz Raul José Goulart Júnior.

A remuneração para o cargo é de R 4.446,97 (quatro mil, quatrocentos e quarenta e seis reais e noventa e sete centavos), mais auxílio saúde de R$ 300,00, auxílio alimentação de R$ 726,00, o que totaliza R$ 5.472,00.

Segundo Goulart, os documentos exigidos para inscrição podem ser enviados via email rajunior@tjma.jus.br, ou diretamente para o gabinete do magistrado, no fórum da comarca. O telefone da comarca é (98) 3664-2209 (Geral)