Estimula a prática esportiva · 19/06/2017 - 09h31

Implantação de 20 academias na zona Leste está em fase de licitação;confira

Implantação de 20 academias na zona Leste está em fase de licitação;confira


Compartilhar Tweet 1



Envelhecer é um desafio e os projetos desenvolvidos pelo Poder Público Municipal têm papel importante nessa fase da vida considerada delicada para o cidadão. O projeto Academias ao Ar Livre visa melhorar a condição física, a qualidade de vida e a saúde das pessoas. Os equipamentos não têm peso e usam apenas a força do corpo para exercícios de musculação e alongamento. Ao todo, a zona Leste possui quatro academias instaladas e uma que está em fase de execução, no bairro Planalto Uruguai. Mas a previsão para este ano é a implantação de mais 20 espaços, com investimentos de R$ 1.414.264,85.

Segundo José Alberto Guimarães, gerente de obras da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste (SDU Leste), o investimento é fruto de recursos próprios do município e está na fase de licitação. “A ficha já está preparada e o prefeito já assinou. Agora é só aguardar os procedimentos legais da licitação. Nossa previsão de início das obras é para o próximo semestre deste ano”, explicou o gerente.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), na zona Leste já foram instalados academias no bairro Piçarreira, Conjunto Pedra Mole, Residencial Taquari e a Avenida Raul Lopes. No bairro Piçarreira, por exemplo, a obra de implantação de uma academia, localizada na Praça João Dantas Neto, foi concluída ano passado conforme previsto no cronograma de trabalho e a comunidade tem ocupado o espaço de forma positiva. A praça também conta agora com um conjunto de equipamentos que possuem funções projetadas especialmente para o uso da comunidade idosa.

Para a moradora Marlúcia Ferreira, 57 anos, o espaço serve para aumentar seu rendimento físico, assim como socializar com os amigos. “Eu caminho quase todos os dias e depois vou fazer academia na praça. É bom porque eu aproveito para exercitar outras partes do meu corpo também”, contou.

O casal Maria de Lourdes, 64 anos, e Francisco Ribeiro, 61 anos, incluíram na rotina as caminhadas durante a semana em busca de uma vida mais a saudável e equilibrada. “Eu e meu marido fazíamos caminhada na Avenida Zequinha Freire, agora demos uma parada porque ele passou recentemente por um procedimento cirúrgico, mas em breve vamos voltar”, contou a dona de casa.

Segundo Maria de Lourdes, ela e o marido nunca frequentaram uma academia e por isso já combinaram de associar a caminhada com os exercícios que podem ser praticados de forma adequada e perto de casa.

Quem também nunca frequentou uma academia antes é a moradora Maria de Lurdes, 59 anos. Segundo ela, um dos motivos é a falta de dinheiro para comprar um tênis e roupas adequadas, mas ela disse já estar resolvendo isso. “Vou comprar em breve meu tênis e algumas roupas apropriadas para praticar exercícios. É importante, eu sei que é. Sem contar que agora deu mais motivação por ter essa Academiada da Terceira Idade bem pertinho”, contou.

Segundo especialistas, a atividade física na terceira idade é considerada um importante componente para quem busca um estilo de vida saudável, o que soma benefícios para a saúde física e mental. De acordo com o presidente da Associação de Moradores do bairro, José da Cruz, a implantação da academia vai proporcionar mais qualidade de vida à comunidade local e também das regiões vizinhas.

Projeto

Trata-se de um sistema que se adapta ao usuário utilizando o peso do próprio corpo, criando resistência e gerando benefício personalizado, independente de idade, peso e sexo. São indicados para maiores de 12 anos e principalmente para pessoas da terceira idade, que perdem naturalmente um pouco da força muscular com o passar dos anos, mas podem ser usados por qualquer pessoa, funcionando como uma academia de ginástica ao ar Livre.

Até o momento, os bairros que serão contemplados com a instalação das academias são Pedra Mole, no espaço “Ferro do Engomar”, na quadra Q, em frente à Escola Itamar de Sousa Brito; Vale Quem Tem, na praça do Loteamento Esplanada do Uruguai; Socopo, na Rua Tancredo Neves com a Rua São Francisco; duas no Vale Quem Tem, uma em frente a quadra 08, no pátio da UBS, e outra no Loteamento Orgmar Monteiro.

Também na Piçarreira, na Praça João Dantas Neto; Parque Mão Santa, na Rua 11, ao lado do Centro de Produção; Morada do Sol, na praça principal em frente a Igreja; bairro de Fátima, na Praça Dom Avelar Brandão Vilela, próximo a Igreja Nossa Senhora de Fátima; e no grande Satélite, na Vila Madre Teresa ao lado do Campo. As demais academias serão instaladas de acordo com as demandas a serem determinadas, explicou a Superintendência.


Fonte: Prefeitura de Teresina