Rede Globo tentando de tudo · 19/10/2015 - 14h41

Mesmo com imitação de Ceará, foi o patrão verdadeiro que liderou Ibope

Mesmo com imitação de Ceará, foi o patrão verdadeiro que liderou Ibope


Compartilhar Tweet 1



Wellington Muniz, o Ceará, apresentou no “Tomara que Caia” a imitação mais famosa que já criou. Não bastasse a surpresa de ver o seu Silvio Santos na Globo, o número foi ao ar na noite deste domingo (18) enquanto o original apresentava o seu programa no SBT.

No confronto entre os dois programas, entre 23h30 e 0h09, houve ligeira vantagem para o Silvio original: 11,8 pontos contra 11,7 (cada ponto no Ibope em São Paulo equivale a 67 mil residências). Curiosamente, nas duas semanas anteriores, sem imitação de Silvio Santos, o “Tomara que Caia'' havia vencido o programa do SBT; no dia 11, por 11,4 a 9,9, e no dia 4 por 12,4 a 9,7. No Rio, neste domingo, o resultado a favor de Silvio Santos foi bem melhor: 13,3 contra 11,5.

Ceará entrou em cena junto com a famosa música do “Programa Silvio Santos”, evocou o célebre Lombardi (Luis Lombardi Neto), locutor da atração por décadas, e fez a plateia rir com sua imitação da mais famosa gargalhada da televisão. Ao final do programa, fez uma homenagem a Luiz Carlos Mieli, falecido esta semana.

Não é a primeira vez que imitações de Silvio Santos aparecem na Globo. Marcelo Adnet, por exemplo, surgiu caracterizado como o dono do SBT na estreia do “Tá no Ar”, em abril de 2014. Menções ao apresentador e a outros nomes da concorrência têm sido feitas frequentemente no “Video Show “ também.

Mas a imitação de Ceará talvez seja a mais célebre e antiga. O personagem estreou na televisão no “Pânico”, em 2003, na RedeTV!. Silvio Santos proibiu a exibição da imitação em 2005, mas voltou atrás e deixou o humorista fazer o seu número até 2012, quando moveu uma ação na Justiça, levando o “Pânico” a “enterrar” a piada.

Em 2013, depois de uma decisão judicial favorável, o humorista voltou a fazer a imitação, agora na Band. Este ano, já fora do “Pânico”, Ceará levou o personagem para “A Grande Farsa”, o programa que apresentou no Multishow.

Como Ceará já fez a sua imitação para o próprio Silvio, em 2007, no “Qual É a Música?'', no SBT, com esta sua aparição no “Tomara que Caia” ele chega à quinta emissora, o que deve ser um recorde para um personagem de humor.


Fonte: Com informações do UOL