Senador afastado do mandato · 18/05/2017 - 14h01

Supremo negou pedido de prisão de Aécio; foi citado em delação da JBS

Supremo negou pedido de prisão de Aécio; foi citado em delação da JBS


Compartilhar Tweet 1



O pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB) foi negado pelo Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (18). Nesta tarde, o ministro Edson Fachin decidiu se pronunciar sobre o pedido feito pela Procuradoria Geral da República, e negou que o tenha enviado ao plenário, como antes divulgado.

A decisão do ministro, pela negativa do pedido de prisão, só poderá ser submetida e eventualmente reformada em plenário em caso de análise de recurso, o que pode ser feito pela PGR. Contudo, o senador foi afastado do mandato por decisão de Fachin, que é relator da Lava Jato no supremo.

Duas medidas cautelares foram impostas contra o tucano, a primeira de entrar em contato com outro investigado ou réu no conjunto de fatos revelados na delação da JBS, e proibição de deixar o país, tendo inclusive que entregar o passaporte.

Segundo divulgado pelo jornal O Globo na noite de ontem, Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, dono da JBS, para quem teria pedido ajuda para pagar defesa na Lava Jato.